Anatomia Humana – O que é? Como é? O que são Músculos e Esqueleto?

anatomia-humana-o-que-e-como-e-o-que-sao-musculos-e-esqueleto

os ossos Sustentação, locomoção e equilíbrio são algumas dasfunções exercidas, no corpo humano, pelo esqueleto dos membros inferiores.

O esqueleto dos mamíferos tem quatro funções primordiais: sus­tentação do corpo, locomoção, proteção do sistema nervoso central (crânio) e da medula espinha! (coluna vertebral) e, ainda, eritropoe­se (formação das células do sangue na medula dos ossos).

No ho­mem, as funções de sustentação e locomoção são realizadas pelos membros inferiores, que, nas diversas espécies de mamíferos, apre­sentam diferenças características.

Durante a evolução, animais co­mo cavalos, coelhos, cães, elefantes e felinos desenvolveram mem­bros inferiores dotados de características especiais para cada tipo de necessidade funcional.

No homem, os membros inferiores – como os superiores – dividem-se em quatro porções, da raiz do membro até sua extremi­dade livre. Nos primeiros, essas porções são as seguintes: cintura pélvica, coxa, perna e pé.

Neste artigo falaremos sobre Anatomia Humana – O que é? Como é? O que são Músculos e Esqueleto?

Anatomia Humana – O que é? Como é? O que são Músculos e Esqueleto?

ANATOMIA HUMANA – CINTURA PÉLVICA

É constituída pelos ossos ilíacos, fundi­dos na porção mediana. Esses ossos, por sua vez, são formados pela fusão de três ossos: púbis e ísquio.

O ílio é o grande osso que forma a parede lateral da bacia; o púbis é a tira óssea anterior que designa a região pubiana; o ísquio, situado inferior­mente, forma as duas pontas ósseas do quadril, sobre as quais o corpo se apóia na posição sentada.

A união dos ossos ilíacos com o sacro e o cóccix forma um grande cinturão ósseo – a bacia pélvica -, que constitui o limite inferior do tronco.

A bacia, que tem menos altura e é mais inclina­da na mulher, sustenta os três primeiros segmentos da coluna vertebral e apóia-se sobre as cabeças dos fêmures, que se articulam nas cavidades cotiloides dos ossos ilíacos.

ANATOMIA HUMANA – FÊMUR

É o maior osso do corpo, assimétrico, dirigido obli­quamente de cima para baixo e de fora para dentro.

Essa disposição anatômica faz com que as partes inferiores do fêmur fiquem bastante próximas uma da outra e as partes superiores bastante afastadas, devido à distância entre as cavidades cotilóides dó osso ilíaco, onde se encaixam as cabeças dos fêmures.

A obliquidade apresentada pelo osso é mais pronunciada na mulher do que no homem, em virtude da conformação característica da bacia femini­na.

O Fêmur é também ligeiramente curvo sobre si mesmo, em for­ma de arco, e apresenta uma pequena torção sobre o eixo vertical.

Tem como função principal a flexão e a extensão da coxa sobre a bacia e realiza movimentos de aproximação ou separação da co­xa em relação à linha média do corpo, bem como movimentos de rotação interna e externa da coxa. No fêmur inserem-se os múscu­los responsáveis por esses movimentos.

Entre os 16 e 22 anos de idade, ocorre a soldadura final dos pontos de ossificação do remur, ocasião em que, normalmente, ter­mina o crescimento estatural.

O ponto vulnerável do fêmur é a região denominada colo, que liga o corpo do osso à extremidade superior. Sua fratura é sempre grave, porque afeta os vasos que nutrem a cabeça do fêmur. Em pessoas idosas, quedas banais freqüentemente determinam fratura do colo do fêmur, devido à diminuição da resistência óssea.

ANATOMIA HUMANA – JOELHO

Localizado no ponto de união entre a coxa e a perna, compreende a articulação entre esses dois segmentos dos membros inferiores e todos os tecidos moles que a rodeiam. O joelho tem em média 12 a 15 centímetros de altura e dispõe-se em ângulo, necessário para articular o fêmur com a tíbia.

Alterações na incli­nação desse ângulo, devido às diferentes inclinações dos remures, determinam modificações como joelhos juntos e pernas afastadas (genuvalgum) ou joelhos e pernas em forma de arco (genuvarum), como as que apresentam aqueles que têm o hábito de cavalgar des­de criança.

Essas deformidades podem ser determinadas por vícios de postura, fraturas mal consolidadas, osteomielite (inflamação dos ossos) e raquitismo.

ANATOMIA HUMANA – RÓTULA

Também denominada patela, é um osso arredondado de forma triangular, que se localiza na porção anterior do joelho. É o maior osso sesamóide do esqueleto (ossos sesamóides são ele­mentos ósseos especiais incluídos na espessura de tendões ou liga­mentos).

Está situado na espessura do tendão do músculo quadrí­ceps da coxa, a potente massa muscular responsável pelo movimen­to de esticar a perna (extensão da perna). A rótula funciona como um “rolamento” que desliza sobre os cóndilos (saliências articula­res) da extremidade inferior do fêmur, o que aumenta a potência do músculo quadríceps.

A presença da rótula como uma alavanca móvel determina a velocidade característica de flexão da perna e a correspondente lentidão do movimento oposto. A rótula sofre fre­qüentemente contusões e fraturas devido a sua localização muito exposta. No entanto, pode ser extirpada sem grande prejuízo para os movimentos do joelho.

ANATOMIA HUMANA – TÍBIA

É um osso assimétrico que se articula, na parte superior com o fêmur e, embaixo, com os ossos do tarso, para os quais transmite o peso do corpo.

A extremidade (epifise) superior é carac­terizada por dois côndilos cujas faces superiores são escavadas pe­la presença da cavidade glenóidea, destinada a articular-se com os côndilos correspondentes do fêmur. A diáfise, ou corpo, tem forma triangular, constituída por três faces: externa, interna e posterior.

A linha de junção das faces externa e interna é chamada de mar­gem anterior ou crista Ubial. A face interna (ou media) e a crista da tíbia são recobertas por pele e tecido subcutâneo, sem interposi­ção de massas musculares.

As contusões na “canela” são tão dolo­rosas porque atingem diretamente as terminações nervosas do pe­riósteo da tíbia, muito sensíveis. A extremidade superior da tíbia apresenta uma tuberosidade, on­de se insere o tendão do músculo quadríceps. A extremidade infe­rior forma a região medial do tornozelo (maléolo medial).

Neste artigo falamos sobre Anatomia Humana – O que é? Como é? O que são Músculos e Esqueleto?

Imagem- anatomiadocorpo.com



doencas Revelado: Como Prevenir e Curar Doenças


Enquanto muitas pessoas se entopem de remédios, multivitamínicos e realizam dietas mirabolantes, existem certos alimentos que podem evitar doenças ou até mesmo ajudar na cura de muitas delas. Descubra o Real PODER na Natureza neste Vídeo Exclusivo - Clique Aqui


Publicidade:

Mais Assuntos