Filtrado Glomerular e os Túbulos Renais – Rins

A reabsorção nos túbulos renais pode ser ativa ou passiva. É ativa quando as células dos túbulos renais retiram do sangue circulante substâncias que já estão mais concentradas nos rins do que no sangue. Ou seja, as células dos túbulos gastam energia para possibilitar a passagem de substâncias de um meio menos concentrado para outro no qual a concentração dessas substâncias é maior. Quando as substâncias se encontram em maior concentração no sangue, passam para os túbulos de maneira passiva, sem dispêndio de energia.

Filtrado glomerular

As células que recobrem as paredes dos túbulos renais contribuem ativamente para a formação de urina. À medida que o sangue é filtrado, ao nível dos glomérulos renais, forma-se o chamado filtrado glomerular. As células dos túbulos reabsorvem as substâncias necessárias e eliminam as substâncias supérfluas. Quando o filtrado chega ao ureter, já é urina propriamente dita.

Filtrado Glomerular e os Túbulos Renais

Em outras palavras, o filtrado é transformado em urina através da reabsorção ativa da água, sais de sódio e outras substâncias, e da excreção pelas células dos túbulos de algumas substâncias, como ácido úrico e potássio. A quantidade total de uma determinada substância que aparece na urina é o resultado conjunto da filtragem glomerular e da secreção e reabsorção tubulares.

Na eventualidade de as células dos túbulos serem atingidas por processos degenerativos (como a nefrose) ou por necrose (morte celular), a reabsorção de água nos túbulos diminui e o paciente elimina grandes volumes de urina muito diluída, cuja densidade é igual à do plasma. Às vezes, essa densidade chega a ser quase igual à da água.

Reabsorção e eliminação – túbulos renais

A passagem das substâncias através do túbulo renal pode ser nos dois sentidos: do túbulo para as células (reabsorção) e das células para o túbulo (eliminação).

Reabsorção

A reabsorção da glicose, que passa livremente pelos glomérulos, é ativa, já que esta é quase totalmente reabsorvida pelos túbulos. No caso de indivíduos que sofrem de diabete, ocorre o aumento progressivo da concentração de glicose no sangue; quando a capacidade de reabsorção é ultrapassada, a glicose começa a aparecer na urina.

O íon sódio é reabsorvido através de um complexo mecanismo ativo (principal) e passivo. A água, por sua vez, é reabsorvida nos túbulos proximal e distal e nos tubos coletores.

Eliminação

O potássio é filtrado pelo glomérulo; numa segunda etapa, é parcialmente reabsorvido pelo túbulo proximal e, depois, é ativamente devolvido para a urina pelo túbulo distal. A eliminação do potássio está intimamente relacionada com a reabsorção do sódio, com o qual mantém um importante equilíbrio dinâmico. Além dessa relação, também a secreção e eliminação do hidrogênio estão ligadas a esse equilíbrio.



doencas Revelado: Como Prevenir e Curar Doenças


Enquanto muitas pessoas se entopem de remédios, multivitamínicos e realizam dietas mirabolantes, existem certos alimentos que podem evitar doenças ou até mesmo ajudar na cura de muitas delas. Descubra o Real PODER na Natureza neste Vídeo Exclusivo - Clique Aqui


Publicidade:

Mais Assuntos