Tipos de Pele: Sensível, Gordurosa ou Seca

Sensível ou resistente, gordurosa ou seca: os tipos de pele variam segundo diversas circunstâncias, inclusive fatores ambientais. Órgão de revestimento do corpo, a pele desempenha funções muito importantes. Além de receber as sensações de frio, calor, dor, tato e pressão, encarrega-se da proteção, regulação térmica e controle hídrico do organismo.

A pele humana recobre uma superfície que varia entre 1,6 e 2 m². Sua espessura difere de acordo com as regiões do corpo, e compreende de 1 a 4 milímetros. A nuca e os calcanhares são os locais onde alcança maior espessura. Esta depende do endurecimento da epiderme, a camada mais externa da pele.

RENOVAÇÃO CONTÍNUA

Uma característica da pele é a descamação constante de sua camada superior. As pequenas escamas que se soltam, no entanto, não dão uma aparência descamativa ou áspera à pele, pois elas se misturam à secreção das glândulas sudoríparas e sebáceas – existentes em grande quantidade na superfície cutânea. Forma-se, então, uma emulsão natural, uma espécie de creme, que funciona como uma capa protetora, diminuindo a sensibilidade e irritabilidade da pele.

inchaço pernas e pé - retenção

A esse respeito, o mundo animal oferece exemplos interessantes. A pele das rãs, muito fina, obriga-as a viver sempre em lugares úmidos. Os lagartos, ao contrário – cuja pele é muito mais grossa -, podem permanecer expostos ao sol durante longo tempo, sem risco de se ressecarem. Assim, enquanto as células novas se agregam continuamente à epiderme, na camada germinativa as células mais velhas se desfazem – como acontece na espécie humana – sob forma de pequenas escamas.

publicidade

A aparência da pele depende de uma série de fatores: idade, sexo, clima, alimentação e estado de saúde. A classificação em pele seca, gordurosa, desidratada e outras faz-se de acordo com o tipo e a qualidade das secreções encontradas em sua superfície.

TIPOS DE PELE: ENDÉRMICA, GORDUROSA OU SECA

Dá-se o nome de endérmica à pele cuja superfície se apresenta fina, lisa, flexível, lubrificada e suficientemente umedecida, devido ao equilíbrio de suas secreções. É encontrada principalmente nas crianças.

Já a pele com predomínio de secreção gordurosa apresenta um aspecto de untuosidade e brilho característicos. É a chamada pele gordurosa. As vezes, a pele toma-se seca em virtude de mudanças qualitativas da secreção gordurosa, com concentração alterada de lipídeos hidrófilos (hidro, água; filo, que tem atração). Ao invés de ser lisa e lustrosa, a pele torna-se opaca, áspera e com fina descamação.

A pele é seca quando existe acentuada insuficiência de secreção sebácea. Comum em ruivos e indivíduos nórdicos, esse tipo de pele se apresenta fino, branco, com tendência à vermelhidão. Pele desidratada é outro tipo de pele seca. Nesse caso, se bem que a secreção sebácea seja adequada, a secura se deve a um grau de embebi-mento aquoso inferior ao normal. Quando há um aumento relativo de embebimento aquoso, tem-se a pele hidratada. Em situações patológicas – como hipertireoidismo, hiperfuncionamento das supra-renais – ocorrem geralmente estados de hidratação excessiva da pele.

A coexistência de seborreia na parte central do rosto (nariz, queixo e testa), por exemplo, e de secura nas porções laterais, dá origem à chamada pele mista.

AR SAUDÁVEL

O clima tem nítida influência sobre o estado da pele. Assim, os climas em que predominam o frio e a umidade – determinando alterações vasculares cutâneas – condicionam um aspecto avermelhado na pele. O frio seco, por sua vez, pode causar desidratação das camadas superficiais, secura, aspereza e mesmo rachaduras da pele.

publicidade

O clima em que predominam o calor e a umidade – acarretando sudorese excessiva e diminuição da resistência local da pele – torna-a mais suscetível a processos infecciosos, além de aumentar as eventuais secreções seborreicas como a acne. Climas quentes e secos, nos quais predomina a ação de radiações luminosas, podem provocar o ressecamento da pele, em virtude da rápida evaporação do suor. As camadas córneas vão aumentando, surge uma fina descamação e certa tendência às rachaduras. A pele torna-se ressecada e sofre irritações que podem provocar prurido (coceira) mais ou menos intenso.

MARCAS DA JUVENTUDE

À medida que se aproxima a puberdade, surgem no organismo alterações físicas e psicológicas profundas. Noque diz respeito ao aspecto cutâneo, ocorrem modificações nas glândulas e no crescimento de pêlos. A pele torna-se mais grossa e gordurosa. É o nariz lustroso”, que tanto preocupa os adolescentes. Muitas vezes, a seborreia (que etimologicamente significa fluxo de gordura”) é tão intensa que o rosto fica recoberto por minúsculas gotas de gordura. As partes mais atingidas são as costas, a parte central do tórax (região esternal), o rosto e o couro cabeludo. Com o passar dos anos, quando se chega à idade adulta, o processo tende a diminuir – o que evidencia uma indiscutível influência hormonal em seu aparecimento.

Um tipo especial de seborreia, que também aparece na época da puberdade, é a acne vulgar. Caracteriza-se pelos sintomas típicos de seborréia, aos quais se associa também a inflamação dos folículos pilossebáceos.

A seborreia pode persistir na idade adulta, de forma atenuada. O tratamento, além de procurar suprimir as causas (fatores hormonais, alimentares, emocionais), inclui medidas locais: limpeza e desinfecção da pele e drenagem da gordura retida.

publicidade