Anticoncepcional Diclin – Benefícios e Efeitos Colaterais – Engorda?

diclin

O Diclin se trata de um dos anticoncepcionais mais conhecidos em todo Brasil, sendo bastante prescrito por diversos ginecologistas.

Para saber um pouco mais sobre este medicamento e quais os benefícios que ele oferece para as mulheres que desejam evitar a gravidez e tratar de outras questões relacionadas à saúde feminina, basta acompanhar nosso post!

Diclin – O que é?

Conforme mencionado, o Diclin consiste em um anticoncepcional muito indicado pelos ginecologistas.

A fórmula dele é composta por hormônios etinilestradiol e acetato de ciproterona, atuando no organismo feminino com a finalidade de evitar a gravidez e proporcionar um reequilíbrio hormonal.

Estudos comprovam que, além de evitar a gravidez, este anticoncepcional oferece diversos outros benefícios à saúde feminina.

Anticoncepcional Diclin Engorda?

Não existe comprovação científica de que o uso do anticoncepcional Diclin ou qualquer outro anticoncepcional engorde.

Benefícios

Além de atuar como um contraceptivo, esse medicamento também proporciona diversos benefícios para as mulheres, tais como:

– Regulariza o ciclo menstrual;

– Ameniza os sintomas da TPM;

– Trata distúrbios de origem hormonal;

– Combate o surgimento de acnes;

– Combate a queda de cabelos;

– Reduz a oleosidade da pele e dos cabelos;

– Trata o hirsutismo (excesso de pelos);

– Trata todas as doenças oriundas da alta produção de andrógenos.

Contraindicações

Como todo medicamento, o Diclin apresenta algumas contraindicações. Desse modo, ele não é recomendado nos casos de:

– Gravidez (confirmada ou suspeita);

– Mulheres que estão amamentando;

– Doenças ou alterações graves na função hepática (incluindo tumores atuais ou já tratados);

– Histórico de icterícia idiopática gravídica e prurido gestacional grave;

– Síndromes de Rotor ou de Dubin-Johnson;

– Processos de trombose ou ocorrência de fatores de risco que contribuam para coágulos. Exemplo: Acidente Vascular Cerebral – AVC, infarto e anemia;

– Existência atual ou anterior de câncer de mama ou de qualquer outro que tenha ocorrido nas áreas genitais;

Diabetes;

– Otosclerose agravada em gestações;

– Surgimento de alterações no metabolismo lipídico;

– Histórico de herpes gravídico;

– Hipersensibilidade (alergias) a qualquer um dos componentes da fórmula do medicamento.

Efeitos colaterais

Referente aos efeitos colaterais apresentados, é possível que esse medicamento provoque:

Dores de cabeça;

– Náuseas ou vômito;

– Distúrbios gástricos;

– Tensão nas mamas;

– Ganho ou perda de peso;

– Alterações do humor e da libido;

– Sangramento irregular;

– Diminuição da tolerância ao uso de lentes de contato.

Preço do Diclin

Outra das vantagens deste anticoncepcional é que ele apresenta um preço bem acessível, custando em média R$20,00 e vendido em todas as farmácias do Brasil.

É preciso consultar um ginecologista?

Sim. Antes de fazer uso de qualquer tipo de medicamento, incluindo os contraceptivos, é fundamental que as mulheres consultem um ginecologista de confiança.

Somente esse profissional poderá prescrever adequadamente o uso do medicamento de acordo com o histórico de cada paciente, evitando riscos à saúde e à qualidade de vida das mulheres.

Todas essas informações demonstram que o uso correto do Diclin pode proporcionar diversos benefícios tanto para evitar a gravidez quanto para o tratamento de outras doenças. Entretanto, é necessário sempre contar com acompanhamento profissional.

Imagem- onlymyhealth.com



doencas Revelado: Como Prevenir e Curar Doenças


Enquanto muitas pessoas se entopem de remédios, multivitamínicos e realizam dietas mirabolantes, existem certos alimentos que podem evitar doenças ou até mesmo ajudar na cura de muitas delas. Descubra o Real PODER na Natureza neste Vídeo Exclusivo - Clique Aqui


Publicidade:

Mais Assuntos