Bronquite Crônica: Complicações,Tratamentos, Tem Cura? E Prevenção

bronquite

Mantida durante longo tempo, essa doença – aparentemente tão inócua —pode tornar-se mais perigosa que a própria tuberculose. Saiba mais sobre a Bronquite Crônica.

Bronquite Crônica

As Bronquite Crônica podem ser agudas ou crônicas. As agudas são geralmente benignas e não apresentam maiores complicações. Já as bronquites crônicas representam maiores perigos: acompanham-se de alterações respiratórias importantes e podem comprometer gravemente a saúde do doente.

Geralmente, em casos de Bronquite Crônica, surgem sintomas de comprometimento das vias respiratórias superiores. Os que aparecem mais frequentemente são tosse, expectoração e ardor no “meio do peito ‘Ç “boca do estômago” (região retroesternal) e garganta, isso em virtude do comprometimento da traqueia e da laringe.

Poucas vezes a enfermidade atinge somente os brônquios: quase sempre afeta também a laringe e a traqueia e é então denominada Laringo traqueobronquite aguda. A tosse pode ser forte e dolorosa e muitas vezes se mim (festa em paroxismos asfixiantes.

Essas crises podem ser desencadeadas pela exposição ao ar frio ou pela inalação de substâncias irritantes, como, por exemplo, a fumaça de cigarros. Em muitos casos observa-se que a tosse vem acompanhada de respiração ruidosa. A expectoração, que é escassa no inicio do processo inflamatório, torna-se mais abundante com a evolução da afecção.

Sintomas da Bronquite Crônica

Os sintomas da bronquite crônica em geral duram poucos dias e, nos casos simples, a enfermidade evolui progressivamente para a cura total. Durante o período de convalescença desaparecem iodos ou quase todos os sinais da afecção.

O quadro clínico é um elemento fundamental para o diagnóstico da bronquite aguda, que, na maioria das vezes, é um diagnóstico clínico. Porém, se o médico julgar necessário, poderá utilizar exames complementares como o de sangue, a verificação de bactérias no escarro e sua cultura, radiografias do tórax e outros.

Esses exames são especialmente úteis quando a evolução da bronquite aguda for mais longa e grave, ou ainda quando se suspeita da existência de pneumonia associada à afecção.

Complicações e Tratamentos

Uma complicação possível da bronquite crônica é a bronquiolite, que atinge principalmente crianças. A bronquiolite constitui-se na extensão do processo infeccioso aos bronquíolos, o que agrava ainda mais o quadro clínico. Outra complicação é a extensão do processo infeccioso ao parênquima pulmonar, cujo resultado é a pneumonia.

Existe também a possibilidade de ocorrer a atelectasia, colapso pulmonar produzido pela obstrução de brônquios e bronquíolos inflamados, correspondentes a determinada porção do parênquíma pulmonar.

Na atelectasia, os alvéolos pulmonares deixam de ser ventilados, e suas paredes fecham-se pela absorção do ar neles contido. De modo geral, o tratamento não apresenta grandes dificuldades. Indicam-se medidas gerais como boa alimentação e repouso; ao mesmo tempo, não existem restrições alimentares: a dieta é livre.

E recomendada também a umidificação do ambiente com água fervente, porque a umidificação faz com que as secreções brônquicas se fluidifiquem, facilitando sua eliminação. O médico poderá decidir também sobre a eventual administração de analgésicos, antitérmicos, sedativos da tosse e expectorantes.

Antibióticos para Bronquite Crônica

Quanto aos antibióticos para bronquite crônica, somente o médico, após a avaliação rigorosa de cada caso, poderá julgar se são necessários. De modo geral, os antibióticos são empregados se não ocorrem melhoras em um tempo razoável, e principalmente se estiverem presentes complicações supurativas das vias respiratórias superiores, como a sinusite e a otite média.

Em pessoas idosas, crianças mal nutridas e pacientes com outras afecções, a doença poderá assumir formas mais graves, pela precariedade das defesas desses indivíduos. Existe um tipo especial de bronquite aguda denominado Bronquite Crônica, que se caracteriza por acessos de tosse repetidos e freqüentes.

Está quase sempre associada a uma infecção presente em alguma porção das vias respiratórias superiores – como a sinusite e a inflamação do nariz (rinite) crônica – que possibilita a reinfecção constante dos brônquios. De maneira geral, nesses casos, aBronquite Crônica só desaparecerá com a cura do foco infeccioso primário.

Remédios Caseiros: Confira alguns remédios caseiros para bronquite.

Imagem: colegioyolandarocha.com.br

Leia Também: