Carcinoma – Câncer de Pele – O que é?

Carcinoma e sarcoma são duas palavras que você freqüentemente encontrará em literatura sobre o assunto e em boletins médicos. Conforme a origem do tumor maligno, ele pode ser denominado de uma ou de outra maneira. Os carcinomas começam nos epitélios ou tecidos de revestimento (pele e membranas mucosas), e os sarcomas formam-se em tecidos mais centrais ou intermediários, como ossos, músculos e tecido conjuntivo.

Há mais de um século os naturistas vêm insistindo na perigosa relação que existe entre o consumo de certos alimentos e o desenvolvimento do câncer. Mas só agora, infelizmente tarde para milhões de sofredores, a ciência médica começa a aceitar que os hábitos alimentares modernos são em grande parte culpados pela tragédia do câncer.

Carcinoma

Carcinoma

Carcinoma é um tumor maligno desenvolvido a partir de células epiteliais, glandulares  ou do trofoblasto  que tende a invadir tecidos. O carcinoma, tipo de câncer mais comum nos seres humanos, é tipo câncer de pele com menos chance de metástase

Que é o câncer? 

Não há quem deixe de sentir pelo menos um ligeiro mal-estar à simples menção de câncer, encarado por muitos como sentença de morte. São milhões de vítimas, todos os anos, no mundo. Com certeza, o leitor conhece alguns casos de que prefere nem se lembrar. O câncer mata mais do que todas as guerras juntas. Mata mais do que as doenças infecciosas e contagiosas. Existem diversos tipos de câncer que assolam a humanidade.

publicidade

Câncer, no entender dos estudiosos da ecologia médica, é a síntese da tragédia metabólica em que se atolou a humanidade. Apesar do impressionante avanço da tecnologia, o desafio dos tumores malignos continua em pé, como gigante hostil.

O câncer é uma desorganização do próprio comando, do aparelho genético. As células se dividem de maneira desordenada, com rapidez incontrolável. Invadem os tecidos sadios, tomam o lugar das células sadias, formando tumores, que crescem sem parar. As células “malignas” partem para outras regiões do corpo, como mensageiras de morte, espalhando a doença (metástase).

Células

As células do nosso corpo são capazes de se multiplicar, agrupar e exercer suas funções sob as instruções de um sofisticado centro genético de comando. Os tecidos crescem e se renovam por meio de um processo ordenado de divisão das células e um controle cuidadoso do ciclo celular e da expressão gênica. Em condições normais, tudo no organismo deveria acontecer organizadamente. A palavra organismo, a propósito, tem a ver com organização, e se define como qualquer sistema ou estrutura organizada.

publicidade

Invasão desordenada

Na maioria dos casos, um tumor só pode ser reconhecido pelo exame microscópico. Mesmo assim, há certos cuidados que devem ser tomados: o aumento muito grande -aponto de se reconhecerem detalhes no interior das células – não é vantajoso, pois as células tumorais, por si sós, não dizem tudo.

Muito mais importante é a visão de conjunto: assim pode-se classificar o tumor como maligno, quando os amontoados celulares se dispõem irregularmente, revolucionando a organização normal do tecido. Além disso, desses amontoados part em porções de células que invadem os tecidos vizinhos, destruindo-os.

Logo após o processo de reconhecimento da malignidade ou benignidade da neoplasia, quase sempre é possível determinar imediatamente qual o tecido de que se originou o tumor.

Entre os diversos tipos de câncer, inclusive no Carcinoma, é indispensável acompanhamento médico.

publicidade