Cárie Dentaria – Tratamentos e Obturação

A Cárie Dentaria se manifesta pelo aparecimento de cavidades que, aumentando, enfraquecem o dente e provocam fraturas da coroa, sob o trauma da mastigação. À medida que o processo da cárie aumenta em extensão e profundidade, atinge a polpa dentária e, em conseqüência, surge a dor de dente, muitas vezes intolerável.

O tratamento da Cárie Dentaria, portanto, baseia-se na eliminação da dor, na interrupção do processo de destruição e na reconstituição da morfologia anatômica do dente.

Nas cáries superficiais e medianas procede-se a eliminação do material dentário pútrido e enfraquecido, por meio de brocas (trépanos). Em seguida, desinfeta-se cuidadosamente a cavidade obtida, a qual depois se preenche com material de obturação.

Nas cáries profundas o tratamento é diferente. Quando a polpa dentária foi atingida pelo processo séptico de forma irreparável, torna-se necessário extraí-ia. Já nos casos de cárie profunda que não tenha ocasionado graves danos pulpares, as modernas medidas terapêuticas visam á conservação da vitalidade do dente. Estimula-se então o processo de reconstituição da dentina correspondente á zona da polpa mais próxima ao foco de-cárie, por meio de medicamentos adequados.
Carie Dentaria.jpg

Canais dos Dentes

Sempre que a polpa dentária for atingida de modo a prejudicar a saúde do dente, a solução é extrai-la. A intervenção, denominada pulpectomia quando se refere à extração total da polpa e pulpotomia nos casos de extração parcial, torna-se absolutamente indolor pela anestesia.

Extraída a polpa (comumente conhecida como “nervo’), faz-se em seguida o alargamento dos canais, afim de que neles possam ser introduzidas massas medicamentosas. Esses materiais, substituindo a polpa dentária, obturam o canal radicular de modo a impedir sua reinfecção.

ESTÉTICA E RESISTÊNCIA – Cárie Dentaria

Obturações e restaurações dentárias realizam-se com materiais diversos: cimentos, amálgamas,porcelanas, resinas e incrustações de ouro eprata.
Os cimentos mais comuns para obturação são de silicatos e de silicofosfatos. Os de silicatos, também chamados de porcelana sintética, são usados sobretudo nas obturações dos dentes anteriores, em virtude de suas características estéticas.

A espessura limitada e a transparência do dente têm grande importância no tratamento da cárie dos dentes anteriores, condicionando seu resultado quanto à aparência; por outro lado, a falta de aderência dos cimentos de silicatos interfere na durabilidade do trabalho.

Efetuada a limpeza, é necessário preparar-se a cavidade de forma que sua base tenha diâmetro maior que o do orifício externo. Nela o cimento é introduzido em estado plástico. A forma especial da. cavidade (cavidade retentiva) impedirá que o cimento saia depois de endurecer.

Esses cimentos têm elevado poder tóxico sobre a polpa dentária. Seu contato pode originar lesões no ápice da raiz, que evoluem para o granuloma radicular e o abscesso dentário. Evitam-se tais complicações aplicando-se sobre a parede da cavidade, antes de se introduzir o cimento, uma camada de substâncias isolantes ou vernizes (capeamento).

Leia também:

Ranger os Dentes dormindo – Como tratar em casa?

Cáries -Como prevenir Cáries? Causas e Tratamentos



doencas Revelado: Como Prevenir e Curar Doenças


Enquanto muitas pessoas se entopem de remédios, multivitamínicos e realizam dietas mirabolantes, existem certos alimentos que podem evitar doenças ou até mesmo ajudar na cura de muitas delas. Descubra o Real PODER na Natureza neste Vídeo Exclusivo - Clique Aqui


Publicidade:

Mais Assuntos