Cisto Sebáceo, Cisto Dermóide e Adenoma Tubular – O que é?

Pequenas bolinhas que aparecem em nossa pele ou órgãos. Cisto Sebáceo, Cisto Dermóide e Adenoma Tubular… são nomes estranhos que podem causar preocupação e algum pensamento, normal, de que pode se tornar um câncer. Mas vá com calma, leia este artigo até o final e saiba mais sobre cada um desses nomes estranhos.

Queloides, tumores dérmicos e subcutâneos são benignos. Classificam-se conforme o tecido de que se originam: fibroma, angioma, lipoma, leiomioma, neurofibroma. Os angiomas, manchas ou tumores vermelhos de origem vascular, e os lipomas, de origem adiposa, apresentam maior interesse, pela frequência com que ocorrem na epiderme.

Os queloides são elevações sólidas, consistentes, de coloração rósea ou acastanhada e tamanho variado, sendo produtos de uma cicatrização exuberante. Surgem predominantemente em negros e parecem resultar de lesões pré-existentes da acne (“espinha”), das cicatrizes cirúrgicas, dos traumatismos e das queimaduras. Seu desaparecimento é problemático, apesar de se tentarem medidas terapêuticas diversas: neve carbônica, radioterapia e cirurgia.

 

O que são e Quais Tratamentos para Cisto Sebáceo, Adenoma  e Cisto Dermóide

Os tumores epiteliais benignos são formações situadas na derme que se apresentam ou revestidos de tecidos conjuntivos (cistos) ou com estrutura semelhante à de glândulas (adenomas). Os cistos formam uma bolsa, na qual se verifica a retenção do produto de secreção cutânea. De acordo com o tecido de origem e o produto da secreção, os cistos se classificam em diferentes tipos: milium, cistos sebáceos ou foliculares, cistos epidérmicos, disto dermóide, hidrocistoma e cistos sinoviais, entre outros.

publicidade

Cistos sebáceos
cisto-sebaceo

Os cistos sebáceos têm origem a partir de um comedão (designação médica para os cravos), sobre os quais surgem nódulos ou nodosidades recobertos de pele normal ou rósea, caso haja inflamação. São eliminados com um extrator de comedões (pequeno aparelho semelhante a uma pinça) ou, quando muito grandes, removidos cirurgicamente. Expelem então uma substância mole, esbranquiçada e de mau cheiro. Aparecem com mais frequência onde há acúmulo de glândulas sebáceas: na face, na nuca, no peito e nas costas.


Cisto dermóide

cisto-dermoide

O cisto dermóide se apresenta normalmente isolado: é um nódulo ou nodosidade recoberto de pele rósea ou normal, pouco consistente, localizado de preferência nos pontos de soldadura de primitivas aberturas embrionárias: cauda dos supercílios, região sacro-coccígea, faces laterais do pescoço. O conteúdo sem (fluido ou pastoso, de cor branco-amarelada, encerra às vezes pelos. O tratamento é realizado pela remoção cirúrgica ou mediante abertura e drenagem do cisto.

Presença no ovário: é um tumor, geralmente benigno, que se desenvolve por meio de uma evolução anormal dos folículos ovarianos.

publicidade

Hidrocistomas

Hidrocistomas

Os hidrocistomas têm sua origem devida à obstrução dos ductos sudoríparos (canais que conduzem para fora do organismo o produto secretado pelas glândulas sudoríparas), enquanto os cistos sinoviais se formam ao nível das pequenas articulações das mãos e dos pés. Ambos são tratados através de punção ou, ainda, extraídos cirurgicamente.

Adenomas

Adenoma-tubular

Os adenomas derivam, em quase todos os casos, de tecidos em que já existia uma estrutura glandular que é reproduzida pelo tumor. Menos de 5% se transformam em câncer. Distinguem-se em adenomas sebáceos e sudoríparos. Os primeiros recebem como tratamento a eletrocoagulação ou remoção cirúrgica, enquanto os segundos, cujo tratamento tem normalmente fins estéticos, podem ser eliminados através do emprego da neve carbônica – gelo seco – ou pela eletrólise. O adenoma no intestino chama-se adenoma tubular.

Cisto ou Adenoma? Procure um Médico

Não importa qual tenha sido o resultado de seu exame. Se foi encontrado Cisto Sebáceo, Dermóide ou algum Adenoma Tubular… o importante é ter um acompanhamento médico e seguir os procedimentos solicitados por ele, sem deixar de fazer nenhum exame.

 

Leia também:

11 Tipos de Câncer mais Comuns entre Homens e Mulheres

Carcinoma – Câncer de Pele – O que é?

Melanomas – Tumor Maligno – O que é e qual Tratamento

publicidade