Diarreia Infantil: Tratamento Hídrico – Cuidados, Cusas e Dicas

diarreia-infantil-tratamento-hidrico-cuidados-cusas-e-dicas

Prognóstico Pode dizer-se que em geral as diarreias infantis são mais graves na criança alimentada artificialmente do que na alimentada ao peito. Tomar-se-á também em conta a idade, pois quanto menor a criança, tanto mais grave pode ser seu transtorno intestinal.

Também influi na apreciação do caso, o estado de saúde e de nutrição que a criança apresentava antes de adoecer. Antes das sulfas e dos antibióticos, eram de pior prognóstico os casos por infecção enteral (do intestino) que os causados pelo alimento.

TRATAMENTO HÍDRICO DA DIARREIA INFANTIL

O tratamento das diarreias infantis requer toda a perícia do médico, e preferentemente de um médico especialista em enfermidades infantis.

O lactente é frágil e muitas vidas de crianças se perderam por pretender-se tratar as diversas diarreias infantis com procedimentos “caseiros.” Toda criança com diarreia deve ser levada imediatamente ao médico, antes que a enfermidade se agrave.

O médico diagnosticará a causa do transtorno e escolherá, dentre os muitos meios de que dispõe, os que lhe pareçam mais adequados ao caso. Feito este indispensável esclarecimento, resumiremos brevemente o tratamento atual das diarreias infantis.

Pode dividir-se este tratamento em higiênico-dietético e medicamentoso. O tratamento medicamentoso consiste habitualmente em utilizar algumas das sulfas ou mesmo antibióticos. Amiúde empregam-se também gotas de coramina.

Somente o médico tem a competência necessária para saber em cada caso qual seja o medicamento preferível e qual a dose conveniente.

O tratamento higiênico-dietético consiste na chamada dieta hídrica, que consiste em deixar de dar alimento por um número variável de horas, enquanto se repõem as perdas de água do organismo, dando, por exemplo, preferentemente por boca, água que contenha por litro 2 colherinhas de sal refinado e 50 gramas de glicose. As vezes o médico vê a necessidade de administrar soros ou plasma à criança.

Depois da dieta hídrica ou simultânea mente com a hidratação vem a realimentação gradual da criança, que segundo a idade, a gravidade de sua diarreia e os meios disponíveis, poderá fazer-se com leite de peito, farinhas alimentícias, leite albuminoso ou diluições de leite de vaca, às vezes adicionado com caseinato de cálcio.

Nem todos os médicos consideram indispensável a dieta hídrica. Na diarreia da criança que ocorre depois do primeiro ano de vida, às vezes o médico prescreve maçã madura recém-ralada.

Como a quantidade de alimento que a criança toma a princípio é reduzida, costuma-se completar dando-lhe o mesmo líquido que serviu para a dieta hídrica. As vezes o médico julga ser necessário prescrever hormônio do córtex supra-renal ou gotas de coramina, certos constipantes, etc.

Fonte:

1, 2

Imagem: ideianutri.com



doencas Revelado: Como Prevenir e Curar Doenças


Enquanto muitas pessoas se entopem de remédios, multivitamínicos e realizam dietas mirabolantes, existem certos alimentos que podem evitar doenças ou até mesmo ajudar na cura de muitas delas. Descubra o Real PODER na Natureza neste Vídeo Exclusivo - Clique Aqui


Publicidade:

Mais Assuntos