Eletrocardiograma – O que é? Como Funciona? Dicas e Ajuda

eletrocardiograma-o-que-e-como-funciona-dicas-e-ajuda

Recurso indispensável na moderna cardiologia, serve para detectar afecções cardíacas (sobretudo os casos de enfarte).

ELETROCARDIOGRAMA

O eletrocardiograma (ECG) é um recurso usual para identificar numerosas alterações cardíacas. Os movimentos rítmicos do músculo cardíaco são mantidos graças a um microscópico gerador de energia elétrica”. E o nodo sinoatrial, localizado próximo ao átrio, que funciona como um marca-passo.

Cada uma das células que compõem esse gerador é um laboratório em miniatura; as reações químicas que se processam em seu interior geram impulsos elétricos intermitentes.

Os impulsos elétricos produzidos nesse ponto difundem-se pelas paredes dos átrios como as ondulações concêntricas de um lago, até atingir outro ponto do músculo cardíaco: o nodo atrioventricular, que é a base retransmissora de energia. A partir dai, descem por um conjunto de fibras especializadas na condução de estímulos: o feixe de Hiss.

Pelas ramificações dessas fibras, o energia elétrica é conduzida a todo o músculo cardíaco: o septo. a ponta e a base do coração. Essa “rede de energia elétrica” é a responsável pelas contrações (sístole) e expansões (diástole) do coração.

O PRINCÍPIO DO FUNCIONAMENTO

O ECG identifica apenas os fenômenos elétricos que ocorrem no coração, e não as contrações em si. Somente especialistas manipulam o eletrocardiógrafo e analisam o gráfico que o aparelho registra (o eletrocardiagrama).

O eletrocardiógrafo registra as cargas elétricas – positivas e negativas – produzidas pela atividade contrátil do coração e, por meio disso, identifica cada uma das contrações e expansões cardíacas. Isso pode ser feito porque, quando o coração está em repouso, o interior das células cardíacas acumula cargas elétricas negativas.

E, por fora, o líquido intersticial que banha essas células possui cargas elétricas positivas. Ocorrem, portanto, diferenças elétricas ao nível das células que formam o músculo cardíaco. Quando o interior da célula está negativo, ela é teoricamente denominada polarizada: são os momentos de “repouso” do músculo.

A cada batimento cardíaco, ocorre uma rápida e progressiva inversão: o interior da célula torna-se eletropositivo em relação ao exterior. Nessa fase, a célula é denominada despolarizada. Os ciclos de polarização e despolarização sucedem-se, rapidamente, durante os movimentas rítmicos do coração.

O retorno ao estado de polarização, isto é, a repolarização, é um pouco mais lento que a despolarização. Essas alterações da eletricidade celular ocorrem paralelamente à atividade contrátil rítmica das fibras cardíacas.

E os estímulos elétricos difundem-se por todo o corpo, que é bom condutor de eletricidade. E nesse princípio que se baseia o eletrocardiograma.

Fonte:

1, 2

Imagem: nutriculamagazine.com

 

 



doencas Revelado: Como Prevenir e Curar Doenças


Enquanto muitas pessoas se entopem de remédios, multivitamínicos e realizam dietas mirabolantes, existem certos alimentos que podem evitar doenças ou até mesmo ajudar na cura de muitas delas. Descubra o Real PODER na Natureza neste Vídeo Exclusivo - Clique Aqui


Publicidade:

Mais Assuntos