Escaras ou úlceras de pressão – O que são? Causas e Tratamentos

Escaras (Úlcera de pressão ou úlceras de decúbito) são lesões na pele e resultantes da pressão prolongada sobre a pele. Quando um paciente guarda o leito por muitos dias, as partes da pele que estão em contato com os ossos e que se apoiam sobre a cama podem lesionar-se. A princípio pode haver simples vermelhidão, mas pode formar-se uma bolha ou crosta e, por último, uma ulceração ou perda de substância da pele, com pouca tendência para cicatrizar.

escaras

 

Partes do corpo que mais aparecem

Os lugares em que podem aparecer com mais facilidade as escaras, são: a parte mais baixa da coluna vertebral, os cotovelos, os calcanhares e as nádegas. Podem ocorrer também na parte alta e lateral da coxa (trocanter), nos tornozelos, na parte alta da coluna dorsal, ao nível do omoplata, e em realidade podem aparecer em qualquer parte do corpo que se apoie ao leito por longo tempo.

Causas das escaras

As escaras (úlceras de pressão) são mais frequentes durante as enfermidades debilitantes, a idade avançada, a magreza e as lesões do sistema nervoso. Neste último caso, especialmente quando se trata de uma lesão da medula espinhal, sofre muito a nutrição dos tecidos, sendo muito difícil evitar que se lesione a pele. Além destas causas gerais, há as locais, tais como:

a) Pressão prolongada sobre o mesmo ponto da pele, especialmente se o lençol apresenta rugas.

b) Pele umedecida, irritada ou suja de urina, matéria fecal, pus, transpiração, etc.

c) Lesões pequenas da pele, por rugas da cama, queimaduras, migalhas de pão, etc. A falta de suficientes proteínas no sangue (quer por alimentação inadequada, quer por absorção insuficiente e a falta de vitaminas são fatores muito importantes.

Como prevenir escaras

1) Manter a cama bem limpa e arrumada, com o lençol inferior, oleado e lençol dobrado lisos e secos. Retirar toda migalha de pão que houver caído na cama. Limpar a pele e trocar o lençol dobrado toda vez que o paciente se molhe ou suje.

2) Facilitar a circulação da pele por meio de fricções das partes mais facilmente afetadas. Assim, por exemplo, pode-se, umas três ou quatro vezes por dia, friccionar as costas com álcool e a seguir com talco. Pode aproveitar-se este momento para trocar a posição do paciente pondo-o, por exemplo, de lado. Com alguns pacientes pode ser proveitoso aplicar nas partes da pele que podem umedecer-se, cremes protetores (pasta de óxido de zinco, etc.).

3) Trocar com freqüência a posição do paciente.

4) Diminuir a pressão sobre a pele por meio de rolos ou anéis de borracha (de tamanho adequado e não demasiadamente cheios), colchão de água ou de espuma de borracha, etc. Pode preparar-se um rolo circular de algodão para pôr debaixo do sacro. Mantém-se a forma desse rolo por meio de uma atadura suave. Os calcanhares podem ser mantidos em certos momentos suspensos por meio de travesseiros debaixo das pernas.

5) Ter cuidado ao pôr a comadre (urinol chato) de que não fira a pele, especialmente nos pacientes muito magros. Nestes casos pode ser necessário colocar na parte da pele que se apoia sobre o urinol, um pouco de algodão ou uma fazenda macia dobrada, ou uma toalha dobrada.

6) Avisar o médico logo que notar a menor a presença de escaras.

 

Tratamentos para escaras

Quando há simples vermelhidão que desaparece com a compressão, aplicar todas as medidas de prevenção mencionadas anteriormente. Em vez de simples álcool pode usar-se álcool a 500 saturado com alúmen.

Quando já há tecidos mortificados ou ulceração, o médico indicará, segundo as circunstâncias, o tratamento mais apropriado. Se por alguma razão não fosse possível encontrar médico, fazer o seguinte:

Quando os tecidos estão machucados mas não há ulceração, além das medidas já aconselhadas para prevenção, é preciso tratar de que não se produza infecção. Isto pode amiúde conseguir-se colocando um pó secante e um pouco antisséptico, que tenha sido passado por tamis bem fino, e protegendo com gaze esterilizada.

Um pó apropriado seria o subgalato de bismuto ou dermatol, se bem que já haja no comércio outros preparados muito bons, que contêm várias substâncias de ação benéfica. Quando se produz infecção, o médico indica às vezes antibióticos, e outros, a aplicação de compressas alternadas quentes e frias.

Quando já caíram os tecidos machucados e fica uma ulceração, pode-se, na falta de outra indicação do médico, sôbre ela aplicar uma gaze untada com uma pomada cicatrizante, como as já preparadas (anticoco, hipogloss, ungüento de bepantol, etc.).

Escaras infectadas

No que se refere as escara infectada, é importante que o médico identifique o microrganismo envolvido de forma a indicar o melhor produto ou remédio para ser utilizado no tratamento.



doencas Revelado: Como Prevenir e Curar Doenças


Enquanto muitas pessoas se entopem de remédios, multivitamínicos e realizam dietas mirabolantes, existem certos alimentos que podem evitar doenças ou até mesmo ajudar na cura de muitas delas. Descubra o Real PODER na Natureza neste Vídeo Exclusivo - Clique Aqui


Publicidade:

Mais Assuntos