Falta de Ar – Causas e Como Aliviar

Falta de ar, tontura, visão turva, dormência, debilidade cardíaca, dor no peito. Parece sério. O que é? Com muita frequência, estes sintomas alarmantes são parte de uma condição a qual não ameaça a vida e é conhecida como falta de ar.

O problema com a falta de ar é que ela é iniciada por ansiedade e por certos hábitos de respiração; em seguida, depois de que todos ou alguns destes sintomas atemorizantes começam, a falta de ar aumenta pela ansiedade adicional causada pelos sintomas. A ansiedade causa a secreção de adrenalina em quantidades grandes. Seu organismo instintivamente experimenta a resposta de “lutar ou voar”, um mecanismo de defesa que os humanos compartilham com os animais. O ritmo cardíaco se acelera e o sangue se dirige até os grandes músculos, para facilitar nessa “fuga”.

A falta de ar ocorre como resultado de respirar em excesso. Quando a pessoa está atemorizada ou ansiosa, tende a expelir demasiado dióxido de carbono. Quando os níveis de dióxido de carbono do sangue baixam, os vasos sanguíneos do cérebro e de outras partes do corpo se comprimem. Devido à resposta de “lutar ou voar”, o fluxo de sangue para o cérebro já está reduzido. Esta redução acumulada de sangue no cérebro causa tonturas, formigamentos, e/ou dormência.

falta-de-ar

Procurando um Médico

Se você não está entre a idade jovem e meia idade, sua saúde em geral anda bem, mas acredita que está sentindo os sintomas de falta de ar, deixe de querer adivinhar as causas e vá ao médico.

Geralmente, nas pessoas mais jovens, o diagnóstico de falta de ar é bastante fácil; mas quando você chega à idade mediana e avançada, temos uma mistura interna de doenças físicas.

As pessoas com falta de ar têm radiografias do peito normais e podem ter eletrocardiogramas (um método para medir a atividade elétrica do coração para detectar anormalidades) normais.

Mas se na realidade há uma base física para alguns dos sintomas típicos de falta de ar, de fato, a pessoa está enferma. Por exemplo, um dos sintomas produzidos por ansiedade é a falta de fôlego ao descansar. No entanto, se esse sintoma não é causado por ansiedade, significa que há um problema. Uma pessoa que tem falta de fôlego em estado de repouso, e se isso está baseado em uma doença física, ela tem que ter perdido mais de 50 por cento de sua função pulmonar, ou tem que ter perdido de 30 a 40 por cento de sua função cardíaca, ou tem que ter uma anemia intensa, com uma redução de 50 por cento do que deveria ser sua contagem sanguínea.

Aliviando  Falta de Ar

Ocasionalmente, a pessoa pode sentir falta de ar até o ponto de desmaiar. Antes de que isso aconteça tente estas recomendações:

Respire em um saco de papel. A teoria que está por trás disto é de que o dióxido de carbono vai se acumular na bolsa, e você voltará a respirar. Os níveis normais de dióxido de carbono no sangue irão se restabelecer depois.

Não trate de fazer isto com uma bolsa plástica. Isto pode parecer óbvio para você, mas alguém pode tentar fazê-lo. Não irá funcionar, e você provavelmente irá piorar só por ter tentado. Respirar em uma bolsa plástica pode causar asfixia.

 

Busque tranquilidade. Se você está com falta de ar, é difícil acreditar que na realidade não está sofrendo de alguma doença grave. Escutar isto de outra pessoa ajuda. No que diz respeito ao tratamento, o mais importante é a afirmação de que os sintomas tem base na ansiedade, e que estes sintomas não são imaginários. Reafirmamos que não existe nenhuma doença física.

Encontre um amigo. Se for possível, não sofra sozinho uma crise de falta de ar. Algumas vezes um amigo pode falar com você e fazer com que respire mais lenta e profundamente, em vez de respirar rapidamente e com pouca profundidade. Algumas vezes isso é suficiente.

Concentre-se em algo diferente. Se você se esforça em pensar em algo diferente do que o pânico que está sentindo, poderá conseguir se acalmar. Imagine uma praia tropical, o topo de uma montanha coberta de neve, ou alguma outra cena que você considere ser tranquila.

Comece a fazer exercício de forma regular. O exercício tende a aumentar a confiança em si mesmo, e às vezes ajuda o corpo a produzir os tranquilizantes naturais chamados endorfinas. A redução da tensão emocional pode diminuir os incidentes de falta de ar.

Conheça-se a si mesmo. Aprenda mais a respeito de como seu organismo responde à tensão emocional, fazendo bioretro alimentação.

Avalie os fatores que produzem tensão. Sente-se e escreva todas as suas causas de tensão emocional e, em seguida, analise-as. Determine quais coisas pode eliminar ou modificar. Encontre a melhor maneira de viver com as coisas que não pode modificar.

Siga um horário. Coma e durma de forma regular, seu nível de tensão emocional provavelmente será reduzido, e você estará menos propenso a ter crises de falta de ar.

Reduza os estimulantes. Você está tomando muito café? Quais remédios está tomando? a cafeína, as pílulas para emagrecer, a aspirina em dose alta e os descongestionantes podem agravar a ansiedade e a falta de ar.

 

Leia Também: