Incontinência urinária – O que é? Tratamentos e Exercícios

Tem deixado de ir fazer exercícios aeróbicos porque tem medo de que lhe suceda um “acidente”? O preocupa quando chega o momento de fazer uma viagem longa de carro por estradas onde há poucas áreas de descanso? Tem pavor de espirrar, tossir, e inclusive rir, porque não está seguro de que vai se manter seco? Fique tranquilo, você não é o único que tem incontinência urinária.

De fato, é um problema que somente recentemente tem sido reconhecido como uma condição que se pode tratar e não somente como um sintoma inevitável da idade avançada. Na realidade, outras culturas no passado parece que estiveram muito mais conscientes do problema. Os antigos egípcios desenvolveram produtos para a incontinência, e na Grã Bretanha nos finais do século, era perfeitamente aceitável que uma mulher tivesse debaixo de seu vestido o que se chamava um “slipper” para que se aliviara durante um serviço religioso longo.

O que é a Incontinência urinária?

A incontinência também pode ser resultado de músculos caídos na base da pélvis. Este grupo de músculos localizados na base pélvica suporta os órgãos internos inferiores e ajuda a que mantenham sua forma e função apropriada. O parto e certos tipos de cirurgia, como uma histerectomia na mulher (a retirada do útero) ou uma prostatectomia no homem (retirada da glândula prostática), podem causar com que os músculos da base da pélvis se tornem deficientes. A incontinência se revela em uma variedade de formas, e uma determinada pessoa pode padecer de mais de uma forma.

A incontinência por pressão ocorre por atividades rigorosas ou espontânea, como jogar tênis ou espirrar. A incontinência por necessidade se caracteriza por uma necessidade repentina de ir, mas possivelmente não conseguir chegar a tempo, ao banheiro. A incontinência por sobrefluxo é uma bexiga cheia que começa a gotejar. E a incontinência de reflexão se caracteriza por não dar-se conta da necessidade de urinar (por exemplo, causada por uma próstata engrandecida), o que resulta em perda de urina.

Incontinência Masculina e Feminina

A perda de controle da bexiga não é uma doença, se não um sintoma que pode ter muitas causas. Pode afetar a qualquer um em qualquer idade—Desde crianças até idosos, tanto mulheres como homens. No entanto, as mulheres são três vezes mais suscetíveis de ser incontinentes que os homens, devido em parte as tensões físicas da maternidade e a uma diminuição de estrógeno depois da menopausa. A causa de incontinência pode ser tão simples como uma infecção desencadeada por um resfriado, ou pelo uso de certos remédios vendidos com ou sem receita.

incontinencia-urinaria

 Tratamentos e dicas para quem tem Incontinência

Aqui estão algumas maneira para sobreviver esta condição:

Faça um diário

Isto é muito útil para estabelecer modelos de sintomas. Ao manter um diário, você terá um registro de quando urinou e das circunstâncias que a causaram. O diário deverá incluir: a hora do dia da micção ou perda; o tipo e quantidade de consumo de líquidos que a precederam; a quantidade urinada (as farmácias vendem recipientes para medir que podem ser colocados no interior da privada); a quantidade que se perdeu (pequena, média, ou grande); a atividade que estava fazendo quando ocorreu a perda; e se você sentiu ou não a necessidade de urinar.

Faça um diário como este pelo menos por quatro dias, se não puder toda uma semana, mostre para seu médico, pois pode ajudá-lo a determinar o tipo de incontinência que você tem e o tipo de tratamento que necessita. Quando for ao médico, leve uma lista ou os frascos de qualquer remédio vendido com ou sem receita que esteja tomando, isto é devido a que alguns remédios podem causar incontinência.

Vigie o que bebe

Os especialistas não estão totalmente seguros de porque algumas bebidas parecem irritar o revestimento interno da bexiga, e, como resultado, causar derrame da bexiga. Mas você pode eliminar de sua dieta algumas substâncias ou ao menos reduzir seu consumo para ver se melhora seu controle urinário.

A cafeína do café, por exemplo, pode irritar a bexiga, e os ingredientes que dão ao café seu aroma distintivo (que também se encontram nos cafés descafeinados), também podem ser irritantes. O chá, outra bebida favorita, não somente é diurético, o que significa que extrai mais água dos rins quando passa por eles, se não que também pode ser um irritante da bexiga. (HIP recomenda os substituir por bebidas quentes de grão, que podem se encontrados nas prateleiras de café e chá de seu supermercado). As frutas e os sucos de cítricos, como da toronja (grapefruit) e do tomate, podem ser um problema. Os refrigerantes gasosos também podem ser irritantes, segundo HIP (você talvez poderá tolerar club soda, que não é tão carbonada como as gasosas). E finalmente, se devem evitar as bebidas alcoólicas. Sua eleição de menos risco é: água, talvez com um pouco de limão para dar sabor (umas poucas gotas de limão não seria suficientemente cítrico como para causar ou agravar um problema de incontinência).

Experimente estes sucos

O suco de uva, o suco de uvas-do-monte, o suco de cereja, e o suco de maçãs não são irritantes da bexiga, e na realidade, podem controlar o odor de sua urina. E além do mais surpreendentemente, o suco de laranja não é irritante, porque o organismo o metaboliza num líquido mais alcalino, ou seja menos ácido, antes de que chegue na bexiga.

Continue bebendo

Com muita frequência, as pessoas que sofrem de incontinência limitam seu consumo de líquidos, por que acreditam que quanto menos consumam, vão urinar menos. Mas pode ocorrer desidratação. A desidratação pode levar a constipação, o que por sua vez pode irritar os nervos ao lado que vão a provocar com que a bexiga se esvazie. O resultado disto é: incontinência. Ao invés de reduzir o quanto bebe, programe as horas em que bebe.

Tomar líquidos em intervalos determinados durante o dia vai evitar que sua bexiga se esvazie ou se encha demasiado. A bexiga se irrita se seu nível de líquidos está demasiado baixo ou demasiado alto. Uma bexiga normal tem capacidade para 480 ml de líquidos; as bexigas com problema podem ter capacidade para desde 120 ml ou até 1,4 litro. Se você acha que está acordando constantemente no meio da noite para ir ao banheiro, trate de reduzir seu consumo de líquidos entre a janta e a hora de ir deitar-se. Os especialistas sugerem um consumo total de líquidos de uma média de 240 ml por dia.

Vigie o que come

Repetimos, que os especialistas não estão seguros de qual é o motivo que certos alimentos agravam a bexiga, mas você poderá experimentar reduzir seu consumo dos seguintes alimentos para ver se isso ajuda: condimentos picantes e as comidas nas que se usam, curry; as sopas com base de tomate; açúcares, como mel ou glicose de milho; e chocolate.

Experimente uma receita para o alívio

Se você está constipado, acrescentar fibra a sua dieta pode aliviar a constipação, e para sua incontinência. aqui está a receita de HIP para um lanche fácil de fazer, que pode ajudar. Combine uma xícara de molho de maçãs, uma xícara de aveia (Bran), e um quarto de xícara de suco de ameixa. Coloque a mistura no refrigerador ou congele porções nas gavetas de fazer gelo. Comece com duas colher de sopa cada noite, seguidas de um copo de 180 a 240 ml de água ou de suco (alguma das variedades aceitas que foram mencionadas anteriormente). Depois de sete a dez dias, aumente para três colheres de sopa.

Em seguida, ao final da segunda ou terceira semana, aumente seu consumo para quatro colheres de sopa. Você vai começar a notar uma melhoria em seus hábitos de urinar em umas duas semanas. A fibra adicional poderá causar aumento de gases ou inchaço, mas isto devera diminuir em poucas semanas. Certifique-se de manter seu consumo diário de líquidos além de usar esta receita de fibra.

Perca peso

A obesidade pode fazer com que os músculos fiquem flácidos, incluindo os músculos da base da pélvis, que são os que ajudam a evacuar e urinar adequadamente.

Não fume

Aqui está outra razão para deixar o hábito. A nicotina pode irritar a bexiga; e nos fumantes fortes, tossir pode contribuir para a incontinência por pressão.

Sinta-se confiante no caminho

Os artigos de coleta externas desenhados especialmente para ser usados por homens ou mulheres podem fazer a sua viagem um pouco mais cômoda. Estes urinol portátil, que também são convenientes para os ter ao lado da cama, podem ser conseguidos em lojas de produtos médicos e em farmácias, ou nas companhias que vendem artigos médicos por catálogos.

Exercícios para a Incontinência

Aqui estão algumas dicas básicas recomendadas por Help for Incontinent People (HIP), que devem ser feitos diariamente para obter melhores resultados.

Os exercícios de resistência —quando se aplica força contra um peso— podem ser colocados nos músculos dos esfíncter da uretra e do reto, o que é importante para recuperar a continência. Há cones de mais ou menos o tamanho de um tampão e que vêm em pesos variáveis desenhados para serem usados na vagina (pelas mulheres) e no reto (pelos homens). Quando insere um cone, os músculos do esfíncter têm que se contrair para aguentar o peso e não deixá-lo cair. Em poucos meses e com o uso progressivo de pesos variáveis, os músculos da base pélvica vão se fortalecer.

Estes jogos de pesos podem ser conseguidos dos médicos, os quais podem orientar no seu uso, ou em lojas de artigos médicos. Certifique-se de ler com cuidado e de seguir as instruções que os acompanham para usá-los de forma adequada e obter os melhores resultados. Comece com o peso mais leve por 15 minutos, duas vezes ao dia. Uma vez que o faça bem com esse peso, trate o seguinte cone mais pesado pelo mesmo tempo. Algumas versões de cones vêm com um sistema eletrônico de alimentação, chamado de perineometro, que indica a quantidade de pressão que você está aplicando ao cone inserido.



doencas Revelado: Como Prevenir e Curar Doenças


Enquanto muitas pessoas se entopem de remédios, multivitamínicos e realizam dietas mirabolantes, existem certos alimentos que podem evitar doenças ou até mesmo ajudar na cura de muitas delas. Descubra o Real PODER na Natureza neste Vídeo Exclusivo - Clique Aqui


Publicidade:

Mais Assuntos