Medicina Interna do Aparelho Digestivo – O que é, Como funciona, Confira!

medicina-interna-do-aparelho-digestivo-o-que-e-como-funciona-confira

As úlceras gástricas e duodenais são as doenças que mais frequentemente causam perdas de sangue. For isso, podem ser fatais.

Vômitos de sangue ou dejeções sanguinolentas são sintomas clí­nicos frequentes nas moléstias do aparelho digestivo, principal­mente nas úlceras gástricas e duodenais.

De maneira geral, os doentes são agrupados em três categorias, de acordo com a intensidade das hemorragias: graves, de gravida­de média e casos leves.

Neste artigo falaremos sobre Medicina Interna do Aparelho Digestivo – O que é, Como funciona, Confira!

Medicina Interna do Aparelho Digestivo – O que é, Como funciona, Confira!

Hemorragias graves são as que causam di­minuição do número de glóbulos vermelhos circulantes até níveis abaixo de 2 milhões por milímetro cúbico, pressão arterial abaixo de 8, pulso acima de 120 batidas por minuto; nota-se uma palidez acentuada das mucosas e sinais de estado de choque ou pré-cho­que.

Nas hemorragias de média gravidade, o número de glóbulos vermelhos desce para 3 milhões por milímetro cúbico, a pressão oscila entre 8 e 10 e o pulso, em torno de 100; o paciente apresenta palidez e desmaios.

Já as hemorragias de grau leve são aquelas em que as condições são mais favoráveis e o equilíbrio circulatório é conseguido facilmente. Para avaliar a perda sanguínea, deve-se re­correr aprovas clínicas e laboratoriais.

Atualmente, são cada vez mais empregadas a esofagoscopia ou a gastroscopia, que permitem o diagnóstico precoce das causas de hemorragia da parte alta do aparelho digestivo.

TRATAMENTO

Uma das medidas mais importantes é esti­mar o volume de sangue perdido nos vômitos ou evacuações, e en­tão proceder à reposição.

Alcançado o equilíbrio, avalia-se o esta­do geral do paciente através de exames de laboratório para definir qual a melhor conduta para cada caso.

Geralmente introduz-se, por via oral, uma sonda aspirativa no estômago do paciente, para conseguir a diminuição do volume gás­trico, o que muitas vezes também provoca a diminuição do san­gramento.

Paralelamente, quando se trata de paciente idoso – que não sobreviveria à cirurgia – ou quando o tratamento clínico é viável, emprega-se um balão especial, cheio de líquido a 0°C, in­troduzido como uma sonda gástrica.

O método determina o res­friamento (hipotermia) do estômago, para estancar a hemorragia.

Já nos casos de rompimento de varizes do esôfago ou de hemor­ragias causadas por úlceras esofágicas, pode-se complementar as medidas clínicas com o uso do balão de tamponamento esofágico, inflado depois de passar através da boca.

Provocando a distensão das paredes do esôfago e compressão do local de sangramento, comparada, às vezes, da hemorragia.

Quanto às técnicas cirúrgicas, procura-se proceder sempre a um tratamento radical, curando-se simultaneamente a hemorragia e sua causa, seja uma úlcera ou um tumor.

Neste artigo falamos sobre Medicina Interna do Aparelho Digestivo – O que é, Como funciona, Confira!

Imagem- educacao.uol.com.br



doencas Revelado: Como Prevenir e Curar Doenças


Enquanto muitas pessoas se entopem de remédios, multivitamínicos e realizam dietas mirabolantes, existem certos alimentos que podem evitar doenças ou até mesmo ajudar na cura de muitas delas. Descubra o Real PODER na Natureza neste Vídeo Exclusivo - Clique Aqui


Publicidade:

Mais Assuntos