Palpitações no Coração – Batimentos Acelerados – O que é?

Na linguagem romântica, um coração acelerado e palpitante é um sinal seguro de que você está apaixonado. Na linguagem médica, esses mesmos sintomas indicam que o ritmo do seu coração está desajustado. Uma alteração comum—e absolutamente normal—é a aceleração do ritmo do coração, ou seja Palpitações no Coração, durante o exercício ou durante uma experiência emocional intensa.

Todas as células e tecidos do organismo mandam mais sangue enriquecido com oxigênio e nesses momentos, o coração cumpre essa demanda acelerando o processo de distribuição. Apesar das Palpitações no Coração, o ritmo normal se mantém firme: uma vez que você terminou de fazer exercício, as batidas desaceleram, o que chamamos de “a batida de repouso”—a média é de 72 batidas regulares por minuto, mesmo que em algumas pessoas a velocidade de repouso possa ser tão baixa como de 40 (quando dormem, ou nos atletas) ou tão alta como de 100.

Outro transtorno comum no ritmo cardíaco é g chamada batida prematura—ou extrasístole. Nesta situação, uma batida que se origina na cavidade superior ou inferior do coração, ocorre um pouco antes do antecipado. Pode ser seguido de uma larga e desconcertante pausa, na qual você sente uma pequena pulsação no pescoço e no peito, e um repentino sentimento de vazio no estômago. Então vem a percepção de outra batida, com o qual os sintomas desaparecem com a mesma rapidez com que começaram. (Essas batidas adicionais também podem ocorrer sem sintomas perceptíveis).

Todo mundo já experimentou pelo menos uma vez, essas batidas prematuras. Algumas vezes, a sensação é tão vaga e tão rápida que a situação pode passar desapercebida. Esse fato pode se tornar mais perceptível quando você está descansando e sua atenção não está ocupada em outra coisa. Se você está tentando dormir, a situação pode evitar que o faça. As batidas prematuras ocorrem para os portadores de corações normais e também para os que sofrem de alguma doença cardíaca. Mesmo sendo incômodas, em geral não são sérias. Além do mais, aqui vão algumas medidas que você pode tomar para evitar que suas batidas sejam mais constantes.

Batidas Aceleradas: Palpitações no Coração

Vários tipos de remédios vendidos com ou sem receita tem um efeito estimulante, o que pode causar batidas rápidas ou violentas, assim como também outros sintomas. Se você está tomando algum dos seguintes remédios e já teve debilidade, provavelmente há alguma conexão. No entanto, não deixe de tomar o remédio por conta própria, chame o seu médico ou avise-o na sua próxima visita.

  • Inibidores da monoamino oxidasa (MA0)— (medicamentos antidepressivos)
  • Inibidores do apetite (do tipo com anfetamina e sem anfetamina)
  • Remédios para asma (simpatomiméticos e teofilinas)
  • Remédios para a tosse e o resfriado (oral, gotas nasais, spray, e inaladores que contenham descongestionantes nasais)
  • Remédios para o transtorno causado pela deficiência de atenção
  • Remédios para a narcolepsia
  • Remédios para a tireoide

Palpitações no Coração

 Dores

Mesmo que as palpitações ocasionais—especialmente quando as crises podem ser atribuídas a uma razão especifica, como exercício ou emoções—não são motivo de preocupação, alguns problemas no ritmo cardíaco são extremamente preocupantes e devem ter a imediata atenção de um médico.

Quais palpitações necessitam atenção médica? A resposta depende do que mais está acontecendo. Se os sintomas aparecem sem razão aparente, ou acontecem repetidamente em um período curto de tempo, e se as batidas são muito rápidas, muito intensas, e continuam por muito tempo, ou se as sensações estão acompanhadas de tonturas ou desmaios, você deveria ir ao seu médico.

Se ocorrem três ou mais batidas prematuras, a situação se chama taquicardia, que pode ser originada por qualquer uma das quatro cavidades do coração. Os ritmos cardíacos anormais também podem resultar de anormalidades na condução, que reduzem a velocidade do coração e inclusive fazem com que o coração deixe totalmente de enviar sinais. Qualquer um dessas situações é potencialmente perigosa e deve ser avaliada cuidadosamente.O médico poderá recomendar que você use um monitor cardíaco portátil, que registra a atividade elétrica do coração, por 24 horas ou mais, para detectar e avaliar a anormalidade. Também podem ser realizadas outras análises específicas.

Dicas simples para Palpitações no Coração

Antes de mais nada, procure um médico! Apresentamos aqui algumas rotinas diárias positivas para sua vida:

Analise seu consumo de cafeína

A cafeína é um estimulante do sistema nervoso encontrado no café, chá, refrigerantes de coca, e nos chocolates. Em quantidades pequenas, a cafeína pode “acelerar” e evitar que se adormeça sobre o trabalho. No entanto, em doses grandes ou em pessoas sensíveis, pode causar palpitações e outros efeitos secundários desagradáveis. Já que a cafeína cria dependência, pode ser muito difícil que você se livre.dos diferentes produtos que contém cafeína que vê no decorrer do dia, mas os resultados positivos valem a pena.

Quanto é cafeína em demasia?

Mantenha seu consumo de cafeína em menos de 500 ml ao dia. Uma xícara de 150 ml de café contém aproximadamente 150 gramas de cafeína. Uma xícara de 150 ml de chá que ficou em repouso de três a cinco minutos contém de 20 a 50 ml de cafeína. Os refrigerantes de coca geralmente contém uns 35 a 45 ml por lata de 360 ml.

Enquanto você calcula seu consumo de cafeína, tenha em mente que os produtos para a tosse e os resfriados, os produtos para os mal-estares da menstruação, e remédios para a dor podem conter quantidades importantes deste estimulante; leia as embalagens.

Elimine a nicotina

Além dos danos que a nicotina causa em outras partes do organismo, também acelera o ritmo cardíaco e pode fazer com que se torne irregular. Portanto, se você ainda não deixou de fumar, não espere um minuto a mais!

Acalme-se para diminuir as Palpitações no Coração

Uma das causas mais comuns das palpitações é a ansiedade. A preocupação e a tensão podem na realidade provocar a aceleração do ritmo cardíaco. E o que é pior, as pessoas ansiosas devem ter um alerta maior em relação às funções corporais, tais como as batidas do coração, mesmo se essas funções forem normais.

Vá dormir mais cedo

Se você tem dormido pouco, suas palpitações podem ser a maneira pela qual seu corpo está lhe dizendo para que reduza um pouco suas atividades. Durante o longo período de sono da noite, a demanda de sangue enriquecida com oxigênio do seu organismo se reduz, e assim seu coração pode descansar um pouco na sua tarefa interminável de bombear sangue. Depois de algumas noites de sono sem interrupções, você descobrirá que seu problema com as palpitações está resolvido.

Analise o ferro de seu organismo

As palpitações podem refletir um caso de anemia por deficiência profunda de ferro. Uma das funções importantes do sangue é transportar oxigênio—por meio dos glóbulos vermelhos—a todas as partes de seu corpo. Quando você está debilitado de glóbulos vermelhos ou de ferro, que é o mineral dos glóbulos vermelhos que leva o oxigênio, os tecidos de seu organismo se tornam mal nutridos. Consequentemente, seu coração bate mais rápido, tratando de enviar mais sangue com baixo conteúdo de ferro aos órgãos, em um esforço de compensar em quantidade o que falta em qualidade.

Se você é muito anêmico, também pode estar se sentindo extremamente cansado e notará que sua pele—especialmente a da palma das mãos—está pálida. Ainda que comer alimentos de alto teor de ferro, como verduras de folhas verdes pode ajudar, a melhor maneira de obter um diagnóstico e tratamento é visitar o seu médico. Uma vez que sua anemia foi diagnosticada e se normalizou, suas palpitações também devem se minimizar.

Elimine as pílulas de emagrecimento

Se você está tentando perder peso com pílulas para emagrecer vendidas sem receita, você pode estar perdendo um ritmo cardíaco constante além do peso. O ingrediente ativo desses produtos — fenilpropanolamina, o PPA —não deve ser usado por pessoas com problemas de ritmo cardíaco. Os produtos que são vendidos nas farmácias para perder peso tendem a perder sua eficácia em muito pouco tempo. Portanto, você os toma cada vez mais—com o consequente aumento no ritmo cardíaco.

 



doencas Revelado: Como Prevenir e Curar Doenças


Enquanto muitas pessoas se entopem de remédios, multivitamínicos e realizam dietas mirabolantes, existem certos alimentos que podem evitar doenças ou até mesmo ajudar na cura de muitas delas. Descubra o Real PODER na Natureza neste Vídeo Exclusivo - Clique Aqui


Publicidade:

Mais Assuntos

Be the first to comment

Leave a Reply

Seu e-mail não será publicado.


*