Tratamentos para Hipertensão, Saiba Como Evitar e Combater

tratamentos-para-hipertensao-saiba-como-evitar-e-combater

O sucesso do tratamento da hipertensão depende principalmente da disposição do doente para cumprir com rigor as determinações médicas.

O tratamento da hipertensão arterial – secundária ou essencial – geralmente apresenta d(/iculdades, em maior ou menor grau. Isso porque, nos casos de hipertensão secundária (de causa conhe­cida), a remoção das causas não significa obrigatoriamente que a hipertensão deva desaparecer.

Neste artigo falaremos sobre Tratamentos para Hipertensão, Saiba Como Evitar e Combater.

Tratamentos para Hipertensão, Saiba Como Evitar e Combater

CAUSAS

Quando as causas (ou causa) da hipertensão não são conheci­das, o médico procurará, assim mesmo, reduzir os níveis de pres­são do paciente.

Na maior parte de hipertensão arterial secundá­ria ou essencial, o tratamento é benéfico, o que pode ser eviden­ciado pelo menor índice de mortalidade dos hipertensos tratados em relação aos não tratados. Também a redução de intensidade dos sintomas oculares, cardíacos, cranianos e outros é evidente.

Isso sugere que o tratamento pode evitar o agravamento da hiper­tensão arterial e, portanto, diminuir a possibilidade de complica­ções vasculares, cardíacas, renais ou cerebrais, evitando também o aumento dos níveis tensionais, já elevados, e diminuindo o risco de lesões sofridas pelos diversos órgãos.

TRATAMENTOS

O tratamento inclui repouso físico psíquico do paciente, restri­ções alimentares e medidas medicamentosas especificas.

Atualmente, a dieta já não mais ocupa a posição de destaque que mantinha até há pouco. Entretanto, alguns fatores ainda mere­cem bastante atenção. Entre eles destaca-se o do consumo de sal. Recomenda-se que o hipertenso diminua consideravelmente ou sus­penda por completo o consumo de sal.

Além disso, a adoção de uma dieta com teor adequado de gordu­ras e açúcares favorece a manutenção do peso corpóreo ideal, já que a obesidade é fator agravante da hipertensão arterial e da arteriosclerose. Ficarão a critério médico as vantagens da diminuição do fumo e do consumo de bebidas alcoólicas.

Quanto às medidas terapêuticas medicamentosas, são muitos os medicamentos disponíveis para o tratamento de hipertensão. Entre estes estão as drogas específicas para o controle da hipertensão e outras, como sedativos, tranquilizantes, diuréticos etc.

Cabe ao doente manter criteriosamente o tratamento. Sua súbita interrupção poderá desencadear complicações, resultantes da brus­ca elevação da pressão arterial. As mais frequentes são as compli­cações do sistema nervoso central, como a hemorragia cerebral, a hemorragia subaracnoidea e transtornos de irrigação cerebral.

Essas complicações manifestam-se geralmente na hipertensão não tratada, às vezes desconhecida, ou durante tratamento insuficiente. Esse fato mostra claramente que o tratamento deve ser mantido com todo o rigor e não deve ser interrompido nem alterado sem orientação médica.

A retirada da glândula supra-renal (adrenalectomia) é indicada nos casos de hipertensão causada por feocromocitoma, um tumor da supra-renal.

Neste artigo falamos sobre Tratamentos para Hipertensão, Saiba Como Evitar e Combater.

Imagem- vivomaissaudavel.com.br



doencas Revelado: Como Prevenir e Curar Doenças


Enquanto muitas pessoas se entopem de remédios, multivitamínicos e realizam dietas mirabolantes, existem certos alimentos que podem evitar doenças ou até mesmo ajudar na cura de muitas delas. Descubra o Real PODER na Natureza neste Vídeo Exclusivo - Clique Aqui


Publicidade:

Mais Assuntos