Amebíase intestinal – Sintomas, Causas e Tratamentos – Ciclo e O que é?

A amebíase é causada por um protozoário parasita – a Entamocha histolytica – que se aloja, principalmente, no aparelho digestivo. As relações biológicas entre esse parasita e seu hospedeiro, o homem, variam de tal maneira que a moléstia decorrente pode ser desde assintomática até fatal.

O homem é a única fonte de contágio. Através de fezes humanas que contenham a forma cística do protozoário, a contaminação pode realizar-se muito tempo depois da defecação.

dor-de-barriga-causada-pela-amebiase

Causas

A amebíase surge sob formas intestinais ou extra-intestinais (hepática, pleuropulmonar, urogenital e outras). Quando a ameba se aloja nos intestinos, há um período de incubação, após o que a doença pode se manifestar.

Sintomas

Em geral, os sintomas são lentos e progressivos. Diarreia e violentas cólicas abdominais podem vir acompanhadas de náuseas, vômitos e necessidade constante de defecar. Mas existem sintomas menos aparentes, como emagrecimento lento, fadiga, dores abdominais vagas e alterações psíquicas. Muitos pacientes permanecem sem sintomas por meses e até anos.

Amebíase Hepática

Dentre as manifestações extra-intestinais da amebíase, a forma hepática é a mais comum. Sua ocorrência mais freqüente é sob aforma de abscesso.

A ação digestiva das enzimas da ameba destrói os tecidos; Pode perfurar a superfTcie exterior do figado; e até atingir a caixa torácica. O quadro clínico do paciente caracteriza-se pela febre alta e pelas oscilações de temperatura; o figado apresenta-se muito aumentado.

Diagnóstico e Tratamento

O exame de fezes continua a ser o método principal empregado para a constatação da amebíase intestinal.

A Entamoeba histolytica é bastante rebelde ao tratamento; e a amebíase tende a persistir e tornar-se crônica. Os médicos utilizam, para combatê-la, antibióticos e arsenicais. Mas os resultados dessa terapia são ainda muito discutidos.

Prevenção – Como prevenir a Amebíase

Mais importante que o tratamento da amebíase é sua prevenção, uma vez que um dos grandes problemas para a saúde pública é o portador da amebíase que não apresenta quadro clínico definido.

Nesse caso, apesar de aparentemente são, o indivíduo pode transmitir a doença. Se suas fezes são depositadas em locais próximos a cursos de água ou são utilizadas como fertilizantes, o perigo de contaminação é iminente.

É bastante comum, principalmente em zonas interioranas do Brasil, as pessoas misturarem fezes humanas com as de animais, para servirem de adubo em suas pequenas plantações. Dessa maneira, pelo contato de fezes infectadas pela Entamoeba histolytica, os alimentos ai produzidos levam consigo os protozoários e vão contaminar quem os ingerir.

Ciclo de Transmissão

Amebiase-ciclo

A transmissão é feita através de verduras e legumes mal lavados. É necessário, além de lavar os alimentos, lavar muito bem as mãos antes de qualquer refeição.

 

 

 

Leia Também: