Bronquite – Asmática, Alérgica e Cronica | Sintomas

Você pensou que já estava se curando desse resfriado, mas esta manhã você estava tossindo mais do que nunca. Você tem quantidades enormes de catarro, e sente-se como se alguém tivesse dançado a noite inteira sobre seu peito. Provavelmente você desenvolveu uma bronquite, uma infecção, frequentemente dolorosa, dos principais tubos bronquiais que chegam aos pulmões. Quais são as causas e como tratar a bronquite?

Tipos de Bronquite

A bronquite pode ser aguda (de curta duração, causada por alergias) ou crônica (dura um tempo maior e costuma retornar). Ambos os casos é necessário buscar acompanhamento médico, mas o segundo caso precisa de acompanhamento mais cuidadoso.

A bronquite alérgica, também chamada de bronquite asmática tem como causados os fatores externos, como poeira, poluição, pelos de animais… etc já a bronquite crônica é causada, na maioria das vezes, pelo fumo.

Causas da Bronquite

A bronquite tem muitas causas, e as mais comuns são infecções bacterianas, e de vírus que debilitam o sistema imunológico e deixam as vias respiratórias vulneráveis a infecções secundárias. O sintoma é uma tosse que produz grandes quantidades de catarro espesso, amarelado ou esverdeado, continua. Mas outros sintomas podem incluir febre baixa, calafrios, mal-estar e dores. Você também pode sentir ruídos vibratórios nos pulmões e no peito.

A diferença dos vírus do resfriado e da gripe, é que passam facilmente pelo ar, já a bronquite tende a ser própria de um indivíduo e raramente é contagiosa.

Mesmo que a bronquite pareça terrível, o som é pior que a doença em si. Os dois sintomas que mais preocupam são o ardor característico ou a dor no peito diretamente debaixo dos ossos do peito, e o catarro produzido pela tosse, que as vezes contém sangue.

bronquite

Como Aliviar os Sintomas da Bronquite

A não ser que você tenha outra doença séria subjacente ou sofra de asma e alergias, terá que deixar que a bronquite siga seu curso natural. Mas há algumas coisas que pode fazer para acelerar o processo.

 Umedeça seu ambiente

Use um vaporizador quer seja frio ou quente, para aumentar a umidade do ar. Mesmo que a tosse seja algo irritante, ela é a resposta natural do organismo para se desfazer da infecção. Por esta razão, é melhor deixar ela se manifestar ao invés de a reprimir com algum remédio para a tosse, vendido sem receita. A umidade adicional vai fazer com que o catarro suba e saia do organismo. Ficar parado em uma ducha com muito vapor, com a porta fechada, ou ter uma panela com água fervendo na cozinha também pode ajudar a amolecer e soltar o catarro.

Tome muitos líquidos

Tomar muitos líquidos ajuda a manter mais fluído o catarro. Na realidade, não importa que tipo de líquidos tome; no entanto, os líquidos quentes podem fazer com que se sinta melhor do que se tomar líquidos frios. Os líquidos quentes, como os chás e as sopas são muito eficazes para aliviar a dor de garganta que acompanha a tosse.

Faça gargarejo de água morna com sal

Fazer gargarejo de água morna com sal pode proporcionar uma dose dupla de alívio já que acalma a inflamação da garganta e também dissolve alguma mucosidade que reveste e irrita as sensíveis membranas da garganta. A única coisa que você precisa é uma colher de chá de sal e um copo de água morna; muito sal causa ardor na garganta, e muito pouco sal não tem nenhum efeito. Faça os gargarejos com frequência necessária para conseguir alívio.

Descanse, descanse, descanse

Devido a bronquite ser provavelmente consequência de um resfriado ou gripe, você não vai querer ficar sem fazer nada por mais tempo. Terá que ter calma. Andar por todos lados com bronquite só vai fazer com que se sinta pior.

Tome aspirina ou ibuprofeno para aliviar a dor do peito

Estes remédios vendidos sem receita são muito úteis para aliviar o mal-estar que resulta da dor no peito. No entanto, o acetaminofen tende a não ajudar muito as dores e o mal-estar.

Use um remédio para a tosse como último recurso

O melhor remédio para a tosse contém guaifenesina para fazer com que o catarro suba. Mas se na realidade quiser reprimir a tosse, algo que geralmente nós não recomendamos, procure algum produto que contenha dextrometorfano, aconselha ele . De maneira geral, devem ser evitados os produtos combinados. Os descongestionantes, os anti-histamínicos e o álcool (ingredientes comuns nos produtos combinados) não têm nenhum papel no tratamento da tosse; inclusive podem aumentar o mal-estar ao causar efeitos secundários. A maioria das pastilhas para a tosse tipo caramelo atuam como emolientes na garganta—suas propriedades calmantes se devem em grande parte ao açúcar que contém.

Fique alerta com as complicações

Mesmo deixando que a natureza siga seu curso, que é geralmente o melhor tratamento para a bronquite, algumas vezes podem haver complicações, e você terá que estar alerta aos sinais que as indicam e procurar seu médico. As complicações mais perigosas incluem pneumonia, sinusites, e infecções nos ouvidos; todas elas necessitam ser tratadas com antibióticos de receita. Os sinais da presença de uma ou mais destas complicações incluem febre alta persistente (que normalmente não é característica da bronquite), falha de respiração, crises de tosse prolongados, e dores intensas no peito.

Segue a advertência: Mesmo que o catarro com sangue seja frequentemente um sintoma normal da bronquite, também pode ser sinal de vários problemas mais sérios, portanto você deve procurar o médico. Qualquer troca visível na cor ou consistência do catarro também necessita de uma visita ao médico.

 A Bronquite e os Fumantes

Fumar é um hábito que se critica continuamente por seu impacto negativo na saúde das pessoas. E com razão. Já foi comprovado que é um fator que contribui de forma significativa com o enfisema, o câncer do pulmão, as doenças do coração, e várias outras doenças sérias. A bronquite não é uma exceção. Fumar torna as pessoas mais vulneráveis a bronquite crônica.

A bronquite ocorre frequentemente em pacientes que não toleram infecções respiratórias, tais como os fumantes. Como resultado, os fumantes tendem a constituir o maior grupo de indivíduos que sofrem de bronquite crônica.

Mesmo que uma infecção bronquial não esteja no próprio tecido do pulmão, está muito perto, o que é sempre uma preocupação. Devido ao fato dos condutores bronquiais dos fumantes já estarem irritados, a inflamação adicional que resulta de uma infecção bronquial faz com que a atenção médica seja mais necessária para esses indivíduos.

Enfatiza que aqueles fumantes que têm bronquite devem deixar de fumar durante todo o curso da doença. Além do mais, a medida mais saudável seria que deixassem o hábito para sempre.



doencas Revelado: Como Prevenir e Curar Doenças


Enquanto muitas pessoas se entopem de remédios, multivitamínicos e realizam dietas mirabolantes, existem certos alimentos que podem evitar doenças ou até mesmo ajudar na cura de muitas delas. Descubra o Real PODER na Natureza neste Vídeo Exclusivo - Clique Aqui


Publicidade:

Mais Assuntos