Dermatomiosite – Tratamento e Cura – O que é?

Existem numerosas doenças que são classificadas em conjunto como doenças difusas do tecido conjuntivo, entre elas está a Dermatomiosite. Essas moléstias podem aparecer em qualquer parte do corpo humano, mas demonstram certa preferência por alguns órgãos, como os rins e o coração, e pelas articulações. Contudo, é certo que todas as doenças difusas do tecido conjuntivo podem generalizar-se, afetando várias partes do corpo.

Existem certas manifestações comuns a todas elas: o caráter difuso, a inexistência de tumores ou infecções, a semelhança das lesões iniciais (com degeneração de tecidos e inflamações) e a ocorrência de fenômenos imunológicos, isto é, em todas as doenças difusas do tecido conjuntivo, o organismo produz anticorpos.

Por razões ainda obscuras, essa reação imunológico pode voltar-se contra os tecidos do próprio organismo: como que se rebelando contra a ordem estabelecido, ataca os tecidos, provocando sua degeneração e destruição.

Pele e Músculos

dermatomiosite

 

A dermatomiosite é uma das doenças desse grupo. Caracteriza-se por inflamações na pele e músculos, com evolução geralmente lenta e progressiva, embora possa ser mais rápida ou sofrer interrupções temporárias. A doença ataca tanto crianças quanto adultos de ambos os sexos. As crianças e o sexo feminino são, no entanto, mais atingidos.

No início, a moléstia não apresenta qualquer sintoma. Mais tarde, aparece vermelhidão na pele, sobretudo em torno dos olhos, e ocorre diminuição de força nos membros superiores e inferiores. Os músculos respiratórios também são afetados, determinando intenso cansaço. Há perda de força muscular e os movimentos se tornam difíceis. A falta de movimentação pode levar a um endurecimento das articulações, com deformações e atrofia dos músculos voluntários (chamados esqueléticos ou estriados).

Alterações nas paredes de veias e artérias podem prejudicar a circulação. Além disso, como as defesas imunológicas não estão normais, qualquer infecção – principalmente no aparelho respiratório – pode ter consequências fatais.

Tratamento Difícil – Tem cura?

Devido às características da doença, seu tratamento é difícil. O diagnóstico é feito principalmente pelo exame clínico, confirmado por exames de laboratório, como o hernograma (contagem das células do sangue), a eletromiografia (estudo dos potenciais elétricos gerados nas fibras musculares quando estas se contraem), á biópsia da pele e outros.

Muita coisa sobre a dermatomiosite ainda é ignorada e seus sintomas são semelhantes aos de outras doenças do grupo. Apesar de todas essas dificuldades, várias teorias já foram confirmadas, o que permitiu o estabelecimento de medidas terapêuticas promissoras, com novas esperanças para os doentes.

Diversas drogas que agem sobre as inflamações, como os corticosteroides (derivados da cortisona), e outras, da classe dos imunossupressores – que inibem a formação de anticorpos -, têm apresentado resultados muito bons. Além disso, analgésicos são usados para combater a dor, e medidas fisioterápicas, como ginástica e banhos, para evitar o endurecimento das articulações.

 

imagem: bancodasaude.com



doencas Revelado: Como Prevenir e Curar Doenças


Enquanto muitas pessoas se entopem de remédios, multivitamínicos e realizam dietas mirabolantes, existem certos alimentos que podem evitar doenças ou até mesmo ajudar na cura de muitas delas. Descubra o Real PODER na Natureza neste Vídeo Exclusivo - Clique Aqui


Publicidade:

Mais Assuntos