Diabetes: Sintomas Tipo 1 e 2 – O que é? | Mellitus

Todos os dias, milhões de brasileiros com diabetes caminham na corda bamba entre muito pouco açúcar no sangue e açúcar demais. A diabetes mellitus, como é chamada no meio acadêmico, é uma condição um tanto quanto comum entre várias pessoas.

Muito pouco açúcar—que pode vir de uma complicação por remédios—rapidamente pode causar tonturas, fadiga, dor de cabeça, suor, temores, e nos casos sérios, até perda da identidade e coma.

Açúcar em excesso–que pode ocorrer depois de se comer demais, especialmente em pessoas de idade e gordas— pode provocar debilidade, fadiga, muita sede, dificuldade para respirar, e perda da identidade. Se deixada sem tratar, o panorama se torna negro, já que pode resultar em: cegueira, doença dos rins, prejuízo dos vasos sanguíneos, infecções, doenças cardíacas, distúrbios nos nervos, pressão arterial alta, derrame cerebral, amputação das extremidades, e coma.

Atenção: Consulte um médico antes de planejar sua alimentação ou mudar sua rotina. Jamais se automedique.

publicidade

 

Sintomas da Diabetes

sintomas-da-diabetes

Devido aos primeiros sintomas da diabetes geralmente serem leves, a metade de todos os diabéticos não se dão conta que têm a doença. E isso é uma lástima, porque com um diagnóstico e tratamento logo no início, as possibilidades de viver uma vida longa e produtiva são mais altas, do que quando a doença não é detectada até que se apresentem problemas irreversíveis. Os sintomas básicos são:

  • Fadiga
  • Debilidade
  • Frequente vontade de urinar

Causas da Diabetes

As causas da diabetes são relacionadas aos Carboidratos consumidos.O transtorno é baseado na forma em que seu organismo processa os carboidratos, que obtém através dos alimentos. Normalmente, esses alimentos se convertem em uma forma de açúcar chamada glicose, a qual flutua na corrente sanguínea até o pâncreas.

Uma glândula grande localizada atrás do estômago, entra em ação. O pâncreas produz insulina, um hormônio que avisa as células do organismo para que absorvam a glicose. Uma vez dentro da célula, a glicose pode ser usada para produzir calor ou energia, ou ser armazenada como gordura. Uma pessoa com diabete produz pouca ou nenhuma insulina, ou se torna resistente a ação do hormônio e não pode compensá-lo.

publicidade

Qualquer que seja o caso, a glicose não pode entrar nas células; se acumula no sangue e em seguida se expele pela urina.

Em resumo, o açúcar no sangue se eleva enquanto as células passam fome.

 

Tipos de Diabetes

tipos-de-diabetes-tipo-1-tipo-2

 

 

 

 

 

 

 

 

O diagnóstico e o tratamento dos diferentes tipos Diabetes assim que são detectados os sinais são extremamente importantes para ajudar os diabéticos para que vivam vidas mais longas e saudáveis.

A décima parte de todos os diabéticos tem a forma séria da doença, chamada Tipo 1, a que geralmente afeta as crianças e jovens, e que necessita de injeções diárias de insulina.

A maioria das pessoas tem a que os médicos chamam Tipo 2, ou diabete da idade adulta.Enquanto que perto de um terço dos diabéticos do Tipo 2 necessitam insulina para controlar o açúcar no sangue, o outro terço usa remédios para aumentar a produção de insulina; o terço restante dos diabéticos Tipo 2 somente precisam seguir medidas sem remédios (como dieta, perda de peso, e exercício) para controlar sua doença.

Não importa a que categoria você pertença, pode se beneficiar se desempenhar um papel ativo em seu tratamento. Mas não tome nenhuma iniciativa sem consultar primeiro o seu médico. Ele dará as instruções; e depois depende de você cumpri-las ou não.

Se você nota os sinais de advertência que se apresentam a seguir, ou suspeita que pode ter diabetes, consulte seu médico.

Diabetes Tipo 1

Alguns sinais de advertência da diabetes Tipo 1 são:

  • Vontades frequentes de urinar e muita sede
  • Muita fome
  • Perda rápida de peso, cansaço fácil, debilidade e fadiga
  • Irritabilidade, náusea e vômitos

Diabetes Tipo 2

Alguns sinais de advertência da diabetes do Tipo 2 são:

  • Vontades frequentes de urinar e muita sede
  • Visão turva ou qualquer troca na vista
  • Formigamento ou dormência nas pernas, nos pés ou nos dedos da mão
  • Infecções frequentes na pele ou pele com muita coceira
  • Cura lenta de cortes e contusões
  • Adormecimento
  • Vaginite nas mulheres
  • Problemas com a ereção nos homens.

Devido a popularidades de casos de diabetes mellitus no mundo, muitos países possuem campanhas ergãos voltados para o estudo e tratamento das doenças como a Associação Americana de Diabete (ADA) nos EUA, ou da Associação Brasileira.

 

Dicas para quem tem Diabete

alimentação - diabetes Mellitus

Mude a Maneira de Comer

Como qualquer um que esteja de dieta sabe, perder peso é mais um assunto de se dizer “não” do que força de vontade. Algumas vezes, as mesmas pessoas fazem com que seja muito fácil fracassar. Aqui estão alguns conselhos para ajudar-lhe a ter êxito:

Conheça o que é que o faz comer

Se ver uma doceria o provoca a comer um doce, mude o hábito e caminhe pelo outro lado da rua. Tenha consciência de indicações como estas, e aprenda a controlá-las.

Não compre comidas que não fazem bem

Para algumas pessoas com excesso de peso, o fato de ter comida à seu alcance significa que devem comê-la. Compre somente o necessário para comer pouco de cada vez.

Prepare sua comida

Para começar, as comidas preparadas são geralmente mais altas em calorias, devido aos métodos que são usados para prepará-las. Além do mais, você poderá pedir muita comida, e portanto comer mais.

Prepare uma dieta especial

O objetivo da dieta para a diabete de Tipo 1 é ajudar a minimizar as complicações a curto e longo prazo por meio da normalização dos níveis de açúcar no sangue. A meta da dieta para a diabetes do Tipo 2 é ajudar com que o paciente procure e mantenha seu peso corporal norma.

Acostume-se com a fibra

A chave para a eficiência dos carboidratos complexos pode estar na fibra. Mesmo que a relação de causa e efeito da fibra no controle da diabetes Tipo 2 ainda não esteja estabelecido, sabemos que esses alimentos enchem muito e podem ajudar muito no controle de perder e manter o peso.

Conheça os açúcares

Na realidade, há uma quantidade de diferentes tipos de açúcares, e cada um tem um efeito potencialmente diferente nos níveis de açúcar do sangue. A forma mais básica do açúcar é a glicose, ou dextrose, que sobe os níveis de açúcar no sangue com mais rapidez do que qualquer outro tipo de açúcar que seja ingerido. A sacarose também tende a elevar os níveis de açúcar quase tão rapidamente como a dextrose. Mas a frutose, frequentemente chamada açúcar de frutas, geralmente tem um efeito muito moderado sobre o açúcar no sangue.

Se sua diabete está bem controlada, os doces e guloseimas para diabéticos, adoçados com frutose pura não vão elevar muito os níveis de açúcar em seu sangue. Por outro lado, a frutose proporciona tantas calorias como os outros açúcares, e assim, talvez não seja a melhor opção para os diabéticos que precisam perder peso.

 

Reduza seus riscos

diabetes

 

Para enfatizar o fato de que o excesso de peso é o problema mais sério dos diabéticos de Tipo 2, os especialistas em diabete gostam de dizer que se você quer saber se existe a possibilidade de ter diabete, somente continue comendo e engorde. Você também pode fazer outras coisas, mas o mais importante é engordar.

Estima-se que uns 80% dos que tem diabetes mellitus do Tipo 2, estão obesos quando lhes diagnosticam a doença. O excesso de peso pode acelerar a diabete e suas complicações, especialmente doenças cardiovasculares e derrame cerebral.

Por outro lado, mesmo uma perda pequena de peso pode ter efeitos dramáticos: Os níveis altos de insulina baixam, o fígado começa a secretar menos glicose no sangue, e os tecidos musculares periféricos começam a responder à insulina e preferem a glicose.

Esse é o jeito que a obesidade conduz à resistência à insulina, da mesma maneira que a perda de peso reverte a situação. Quando as pessoas com diabetes do Tipo 2 perdem peso, com frequência deixam de ser diabéticas. Os diabéticos de Tipo 2 talvez só precisem conseguir e manter um peso corporal Ideal. E enquanto não fazem isso, nada mais vai funcionar bem.

Tratamento com Calma…

Uma perda de peso rápida demais raramente funciona a longo prazo, e é potencialmente perigosa se continuar sem a orientação do médico. Algumas vezes, o médico irá, de fato, receitar uma dieta com muito poucas calorias para iniciar a perda de peso, mas somente para um período de tempo muito curto

 

Leia Também:

Feridas na Pele – Como Tratar e Cuidar

Pé diabético – Saiba tudo sobre ele

publicidade

Be the first to comment

Leave a Reply