Gota – Sintomas, Causas e Tratamentos

 

A gota foi introduzida formalmente no século XIII, mas foi descrita por Hipócrates muito antes disso. Ela é uma  inflamação nas articulações, resultante do excesso de ácido úrico. Neste artigo você poderá saber mais sobre essa doença: quais os seus sintomas, causas e tratamentos.

 

Sintomas da Gota

O sintoma clássico é dor na articulação na base do dedo gordo do pé. Mas a gota pode afetar a qualquer outra articulação dos pés e das mãos e também os joelhos, os ombros, e os cotovelos. “algumas vezes você pode ter febre e calafrios devido a que as articulações ficam muito inchadas e muito inflamadas,” ele acrescenta.

A gota aparece de repente, produz uma intensa dor, e geralmente dura de três a cinco dias se você não tratar. Adverte-se que pode se repetir e durar muito mais que isso. Muitos pacientes descrevem as dores lacerantes acompanhadas por uma sensação de pressão e estiramento na área. A dor é como a de um deslocamento, mas as partes se sentem como se estivessem se enchendo de água fria.

 

Causas da Gota

Há várias doenças que podem resultar em gota, mas a causa principal é um nível anormal e alto de ácido úrico no sangue, quer seja porque o organismo produz demasiado ou porque o organismo não o excreta adequadamente. O ácido úrico é um produto de detrito da atividade celular. Quando o nível de ácido úrico do sangue aumenta, podem formar-se cristais de urato de sódio. “O detrito de cristais por si mesmo não é sintomático. É quando esses cristais se depositam na articulação e causam artrite que você começa a ver os sintomas clássicos da gota.

A pressão sanguínea alta e a obesidade são também fatores que contribuem. Acrescenta-se que as doenças que causam a degradação dos tecidos—incluindo câncer, linfoma, psoriase, e anemia—podem causar níveis altos de ácido úrico no sangue, o que resulta num ataque de gota. “A gota é quase exclusivamente um problema que ocorre nos homens mais que nas mulheres, porque as mulheres são mais eficientes na maneira em que excretam o ácido úrico pelos rins.

A gota é classicamente uma doença dos homens de idade média que são gordos e que bebem demasiado. Mas frequentemente também ataca as pessoas perfeitamente saudáveis. A desidratação séria também pode trazer um ataque de gota.

gota

 

Tratamento Caseiro e dicas para Gota

A gota por si não é necessariamente perigosa, mas as causas subjacentes dela o são. Portanto, a gota necessita um diagnóstico e tratamento de um médico. No entanto, uma vez que você já viu seu médico, há algumas coisas que você deveria fazer por si mesmo.

Não coloque nenhum peso sobre a articulação

Isto geralmente significa não ficar de pé o mais que seja possível, até que o ataque se acalme. Qualquer pressão que você coloque sobre a articulação vai aumentar a dor e possivelmente vai causar mais dano na área. Esta é uma condição séria porque pode chegar a causar um dano grande e destruição da articulação.

Mantenha elevada a articulação

Outra vez, isto vai reduzir um pouco da dor e evitar que o sangue corra até a área, o que pode causar mais inflamação.

Imobilize a articulação

Isto você pode conseguir ficando deitado sem mover-se ou colocando uma faixa na articulação. Quanto menos mova a articulação, melhor você vai se sentir.

Tome ibuprofeno

Isto vai ajudar a reduzir um pouco a inchação e a baixar a dor associada com a inchação. O ibuprofeno e a aspirina são anti-inflamatórios, adverte-se que a aspirina em dose baixas pode na realidade agravar o problema.

Evite colocar gelo ou aquecer a área

O calor pode ser sentido bem na área, mas também aumenta a circulação da área, e traz mais glóbulos brancos, o que pode irritar mais. Colocar gelo na articulação pode fazer com que se formem mais cristais.

Use sapatos cômodos

Muitas pessoas gostam de usar sapatos estilizados com pontas estreitas que comprimem os dedos. Mas qualquer sapato que force o dedo gordo para o fundo do sapato pode piorar o problema da gota.

Prevenção de Ataques de Gota

Se você tem tendência a ter ataques de gota, existem algumas coisas que você pode fazer para ajudar a defender-se desses ataques. O primeiro passo é tomar os remédios que seu médico receite. As seguintes medidas também podem ajudar, quer seja que as siga junto com o remédio receitado, ou se não foi receitado nenhum remédio, siga-as por elas mesmas.

Mantenha o peso conveniente

Já que a obesidade é um fator contribuinte, recomenda-se descer até conseguir um peso saudável. Isto não deve ser feito com uma dieta intensa que estimule uma perda muito rápida de peso. A redução de peso por meio de dieta deve ser conseguido através de uma dieta de calorias balanceadas e deve estimular uma perda de peso gradual, recomenda-se especificamente uma dieta de proteínas com moderação e baixa em gorduras. Fale com seu médico ou com um nutricionista se necessita ajuda para estabelecer um plano de dieta desse tipo.

Evite o álcool

O vinho, a cerveja normal, e a cerveja inglesa são especialmente prejudiciais, já que podem provocar um ataque de gota. O álcool é um problema porque causa retenção de urato.

Evite as pílulas de água vendidas sem receita e outros diuréticos

Estes remédios tendem a evitar que você excrete de forma apropriada o ácido úrico, o que permite que ele se acumule em seu sistema e cause os ataques de gota. Se lhe foi receitado algum diurético para outra doença, como pressão arterial alta, certifique-se de que seu médico saiba que você tem uma tendência a ter ataques de gota.

Beba água

Além de causar gota, os altos níveis de urato no soro podem causar também cálculos renais. Manter elevado seu consumo de líquidos tende a reduzir a quantidade de cristalização e diminui as probabilidades de que venha a ter cálculos renais.

Use sapatos cômodos e que calcem bem

Além de aliviar um pouco a dor de um ataque de gota, usar sapatos cômodos pode ajudar a prevenir esses ataques.

Revise sua dieta

Um tratamento para gota que se recomendava no passado era seguir uma dieta baixa em purina. Teoricamente, evitar os alimentos de alto teor de purina tem muitíssimo sentido. O problema é que passar de uma dieta normal a uma dieta sem purinas em geral somente faz uma troca modesta nos níveis de urato no soro dos pacientes. A purina se encontra na carne dos órgãos (vísceras). As anchovas, as sardinhas, os legumes, e as aves também tem altos teores de purinas. Se você está disposto a experimentar uma dieta com baixo teor de purinas, vá em frente. Não lhe vai fazer nenhum mal. Mas tampouco espere que lhe ajude muito.

 

Leia Também:



doencas Revelado: Como Prevenir e Curar Doenças


Enquanto muitas pessoas se entopem de remédios, multivitamínicos e realizam dietas mirabolantes, existem certos alimentos que podem evitar doenças ou até mesmo ajudar na cura de muitas delas. Descubra o Real PODER na Natureza neste Vídeo Exclusivo - Clique Aqui


Publicidade:

Mais Assuntos

Be the first to comment

Leave a Reply

Seu e-mail não será publicado.


*