Infecção nas Pálpebras: Terçol e Blefarite – Causas e Sintomas

Um dos tipos mais co­muns de infecção das pálpebras é o terçol (hordéolo). Pode decor­rer da ação de estafilococos, que invadem as glândulas de Zeiss. Desenvolve-se em geral por fora das pálpebras, uma vez que essas glândulas estão junto à base dos cílios. Mas às vezes a infecção evolui e ataca também as glândulas de Meibômio; forma-se, assim, o terçol na porção interna das pálpebras.

O terçol começa em geral com o avermelhamento e inchaço de toda a pálpebra e, por vezes, também com irritação da conjuntiva. Depois de umas 24 horas delimita-se a zona de infecção. Surge uma formação arredondada – característica do terçol -, do ta­manho de uma ervilha, com um ponto amarelo no centro.

Pouco a pouco, a coloração amarela se intensifica. Finalmente, o ponto se rompe espontaneamente e liberta o pus. Em quatro ou cinco dias, o problema se resolve por si só.

infeccao-palpebras-tercol-e-blefarite

 

Deficiências orgânicas, como anemia, raquitismo e infecções prolongadas favorecem o aparecimento de terçóis, muitas vezes acompanhados de furúnculos e espinhas. Algumas pessoas são vítimas constantes dos terçóis, que se repetem um após o outro.

Nesses casos, o tratamento é feito através de vacinas estafilocóci­cas ou autovacina, uma vez que os estafilococos apresentam gran­de resistência aos antibióticos.

leia também: Olhos Vermelhos: Vermelhidão por irritação, sol ou água

Sintomas do Terçol

Os sintomas do terçol podem ser aliviados por meio de compressas quentes, seguidas da aplicação de pomadas de antibióticos.

Às vezes, após um terçol, começa a crescer no tarso um pequeno nódulo. É o chamado calázio, formação que tem as dimensões do terçol, mas que não é uma inflamação aguda. Praticamente não dói, mas é difícil resolver-se sozinha. A única forma de tratamento é cirúrgica. Com anestesia local, um pequeno corte na pele extirpa o calázio. A cicatriz é praticamente invisível.

Blefarite – Infecção nas Pálpebras

A inflamação de toda a borda da pálpebra constitui a chamada blefarite. As pálpebras incham e ficam avermelhadas; por vezes, formam-se, entre os duos, pequenas escamas. Em geral, essa infla­mação surge como consequência de problemas locais – conjunti­vites, defeitos visuais etc. A evolução é longa e podem surgir com­plicações como pequenas úlceras e abscessos. O tratamento requer limpeza da zona infectada e o uso de pomadas adequadas.

Leia Também: