Insuficiência Cardíaca – Sintomas e Tratamentos – O que é?

Existem várias teorias que procuram esclarecer o mecanismo pelo qual se instala a insuficiência cardíaca. Uma delas indica que a insuficiência cardíaca provoca a estagnação do sangue nas cavidades do coração. Isso impede o sangue de transitar livremente através do órgão, e o resultado é a estagnação do sangue também nas veias, o que altera a dinâmica dos capilares sanguíneos, com saída de líquido para os interstícios celulares, causando inchaço (edema) e congestão sanguínea em outros órgãos.

Outra teoria afirma que na insuficiência cardíaca ocorreria alteração do metabolismo da água e dos sais, especialmente do sódio, em virtude das perturbações circulatórias estabelecidas.

É a teoria de retenção hidrossalina. Uma terceira explicação envolve a participação glomerular. Os glomérulos são porções dos rins que funcionam como verdadeiros filtros de sangue. Quando surge a insuficiência cardíaca, ocorre diminuição do fluxo sanguíneo que chega aos rins. Em conseqüência, através de complicados mecanismos, os rins passam a reabsorver mais água e sódio, determinando o aumento do volume de sangue circulante (hipervolemia). Isso porque o sódio retém água no corpo e acarreta o aumento de volume do sangue, o que justifica o inchaço e a estagnação de sangue nos órgãos.

insuficiencia-cardiaca

Já segundo a teoria endócrina, a insuficiência determinaria a retenção de líquido nos interstícios celulares, além da congestão sanguínea de órgãos. 0 resultado seria uma verdadeira diminuição do volume eficaz do sangue circulante, da qual o organismo tentaria defender-se através da maior secreção de hormônio antidiurético de aldosterona (essas substâncias atuam sobre os túbulos renais, fazendo com que reabsorvam mais líquido).

Sintomas da insuficiência cardíaca

Como resultado da insuficiência cardíaca, o doente apresenta respiração ofegante (dispneia), pode apresentar inchaços, pulso rápido e aumento do fígado. No exame clínico, a ausculta do coração revela batimentos em velocidade superior à normal, entre outros sinais.

Alguns pacientes sentem-se bem durante a maior parte do tempo e só apresentam sintomas quando realizam esforços físicos ou sofrem emoções ou infecções. Outros, atingidos por insuficiência mais grave, apresentam sintomas marcantes até mesmo quando em repouso, o que os Impede de exercer qualquer atividade. Existem também casos em que o paciente não apresenta sintomas durante o dia, e somente à noite, no momento em que se deita, surgem manifestaçôes da insuficiência.

Uma conseqüência séria da insuficiência cardíaca é o edema agudo dos pulmões. Fundamentalmente, ocorre como resultado de um agravamento súbito de insuficiência apresentada pelo ventrículo esquerdo.

Sua incapacidade em bombear o sangue que provém dos pulmões, através da pequena circulação, determina a estagnação do sangue. Ocorre, então, o acúmulo de sangue nos pulmões, com posterior extravasamento para fora dos vasos e inundação dos alvéolos. Nesses casos, o paciente sente intensa falta de ar, tosse, a respiração torna-se rápida e ruidosa, a expectoração é rósea e abundante, apele fica azulada (cianótica) e fria, apresentando sudorese profusa. Esse estado, quando inadequadamente combatido, conduz à morte.

Todas as alterações podem intensificar-se progressivamente e levar a um estado de incapacidade física bem intensa ou até mesmo à morte, como conseqüência de insuficiência cardíaca grave.

Tratamento para insuficiência cardíaca

O médico indicará o tratamento necessário para remover a causa da insuficiência; além disso prescreverá medidas como repouso (que diminui as exigências do organismo sobre o coração) e dieta adequada. Quanto à dieta, uma das indicações é a redução do consumo de sal na alimentação, para diminuir o inchaço.

Reabilitar o cardíaco, ou seja, devolver ao doente um mínimo de atividade física compatível com a capacidade funcional de seu coração, apresenta algumas dificuldades. É preciso procurar devolver ao doente a confiança em si mesmo, para que possa reassumir suas atividades anteriores, ou, se isso não for possível, prepará-lo para assumir outras ocupações compatíveis com sua capacidade cardíaca atual.

Leia Também:

Hipertensão Arterial – Causas e Tipos – O que é?

Falta de Ar – Causas e Como Aliviar

Pericardite – Sintomas, Causas e Tratamento



doencas Revelado: Como Prevenir e Curar Doenças


Enquanto muitas pessoas se entopem de remédios, multivitamínicos e realizam dietas mirabolantes, existem certos alimentos que podem evitar doenças ou até mesmo ajudar na cura de muitas delas. Descubra o Real PODER na Natureza neste Vídeo Exclusivo - Clique Aqui


Publicidade:

Mais Assuntos