Intolerância a Lactose – Sintomas, Tratamentos – Tem Cura?

A afecção que estas pessoas sofrem em comum é intolerância a lactose (Hipolactasia). Isto significa que não digerem de forma adequada a lactose, o açúcar do leite e que se encontra em todos os produtos lácteos. O problema se deve geralmente a uma carência da enzima lactose, a que normalmente degrada o açúcar do leite no intestino delgado em partes básicas que se podem absorver na corrente sanguínea. O resultado final desta deficiência de lactose pode ser gases, dores de estômago, inchação, e diarreia. A seriedade dos sintomas varia de pessoa para pessoa.

Quem tem intolerância a lactose? Não é um problema que afete a todos por igual. Afeta mais a alguns grupos étnicos que a outros. A medida que envelhecemos, todos perdemos parte da habilidade de digerir a lactose do leite.

Algumas pessoas percebem elas mesmas que têm intolerância a lactose; enquanto a outras é necessário uma viagem ao médico para determinar o problema. Nas comunidades de negros e asiáticos, é parte da cultura popular de que não lhes caí muito bem o leite, e por isso não o tomam tanto. Por outro lado, há uma quantidade grande de pessoas que estão tendo os sintomas pelo açúcar da leite e na realidade não têm ideia de qual é o problema.

Fontes Ocultas de Lactose

intolerância a lactose
A lactose está escondida em muitas comidas preparadas. O pão cereais, panquecas, chocolate, sopas, pudins, molhos de saladas, sorvete, chocolate em pó instantâneo, guloseimas, jantares congeladas, e misturas para biscoitos, todos podem conter lactose. Mesmo que as quantidades de lactose podem ser pequenas, elas podem incomodar as pessoas com níveis baixos de tolerância. A pessoa necessita ler cada uma das embalagens e ter cuidado com o que come.

Quando examine as embalagens você não somente deve procurar se contêm leite. Mas também soro do leite, coalhada, qualquer subprodutos do leite, produtos com leite em pó, leite em pó desnatado ou integral ou semidesnatado, caseína, galactose, açúcar de leite, e concentrado de proteína do soro do leite, são todas palavras que indicam a presença de lactose.

Se você suspeita que pode ter intolerância a lactose mas não está seguro, vale a pena que faça uma visita ao médico para descartar outros possíveis problemas.

Tem Cura?

A intolerância a lactose infelizmente não tem cura para a intolerância a lactose. Porém, existem algumas medidas que você pode tomar para amenizar os sintomas. Confira abaixo em tratamentos.

Alergia a lactose é comum?

Sim! Mais de 40% da população brasileira possui alergia a lactose.

Tratamentos para intolerância a lactose

leite-lactose

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Uma vez que você saiba que na realidade tem intolerância a lactose e já tenha um acompanhamento médico, poderá seguir estes conselhos úteis para aliviar seus sintomas com a aprovação deste:

Determine seu nível de intolerância a lactose

O grau de intolerância é diferente para cada pessoa. A forma mais fácil de fazer isto é eliminar primeiro toda a lactose de seu sistema. Isso significa não consumir produtos lácteos e nenhuma lactose por umas três ou quatro semanas. Em seguida comece com quantidades muito pequenas de leite ou queijo. Preste atenção a seus sintomas para ver se muita ou pouca quantidade de produtos lácteos o afeta. Uma vez que você conheça seus limites, vai ser mais fácil controlar a situação.

Limite-se a porções pequenas

Mesmo que você não possa tolerar de uma vez todo um copo de 240 ml de leite, talvez possa sentir bem se bebe um terço de xícara pela manhã, um terço pela tarde, e um terço pela noite. “Se você tem em seu organismo uma quantidade “x” da enzima lactose que somente pode digerir uma quantidade “x” de lactose, será mais fácil se ingere menos lactose num período de tempo mais longo que se o sobre carrega.

Não ingira os produtos lácteos sozinhos

Se você come um pouco de queijo ou se bebe um pouco de leite, faça-o com alguma refeição ou um lanche. Ter algo mais no estômago para digerir faz com que seja mais lento o processo digestivo e pode reduzir seus sintomas.

Dê a sua leite a cor de chocolate

Um estudo do pesquisador, encontrou que 35 pessoas intolerantes a lactose digeriram mais lactose quando bebiam leite com chocolate em pó e açúcar, que quando bebiam o leite sozinho. Também tiveram menos inchação e menos câimbra. Ninguém está seguro por que isto é assim, mas pode ser porque o chocolate retarda o esvaziamento do estômago. Uma velocidade menor de esvaziamento pode significar menos sintomas.

Suplemente sua dieta

Os suplementos da enzima lactose podem dar a seu organismo o que lhe falta. Se vendem sem receita em forma de tabletes ou em forma líquida. As pastilhas se mastigam no momento ou imediatamente depois de consumir um produto lácteo; as gotas se colocam diretamente no leite. Isto funciona muito bem para algumas pessoas. Você também pode experimentar um tipo de leite com lactose reduzida.

Experimente iogurte

Em geral, a pessoa com intolerância a lactose tolera muito bem o iogurte. No entanto, isto somente é certo com o iogurte que tem cultivos ativos, que você pode comprar nas lojas de alimentos naturais. Se você pode tolerar o iogurte, é benéfico que o inclua em sua dieta, porque este alimento cremoso é uma excelente fonte de cálcio.

Escolha os queijos duros

Se você vai comprar queijos, escolha os queijos duros e envelhecidos como o Suíço. Estes contêm menos lactose que os queijos suaves.

Evite os alimentos processados

A lactose se usa em muitos alimentos preparados onde você não esperaria encontrá-los (Veja “Fontes Ocultas de Lactose”). É melhor que a pessoa se limite o mais que puder aos alimentos frescos, e que evite as latas, os alimentos congelados, e os que venham em caixa.

Um benefício adicional desta estratégia é que você estará levando uma dieta mais saudável.

Obtenha seu cálcio de outros alimentos

As pessoas com intolerância a lactose, especialmente as mulheres e as crianças, devem assegurar-se de que seu consumo de cálcio não se reduza muito. As verduras de folha, como couves de folha, couves crespas, folhas de nabo, e repolho chinês, além das ostras, e sardinhas, o salmão enlatado com ossos, e o tufou, proporcionam muito cálcio. Se sua dieta tem pouco cálcio, você pode tomar suplementos de cálcio; peça a seu médico que lhe recomende uma dose adequada.

Revise seus medicamentos

A lactose se usa como ingrediente em mais do 20% dos remédios de receita (incluindo muitos tipos de pílulas anticoncepcionais) e em 6 por cento dos remédios de venda sem receita. Isto pode não ser importante para alguém que tome medicação somente de forma ocasional, para a pessoa que toma medicação de forma regular, pode ser um problema. O assunto se complica pelo fato de que a lactose pode não estar incluída na lista de ingredientes inativos na bula. Para averiguar se o que você está tomando contém lactose aconselha-se que procure primeiro a ajuda de seu médico. Você também pode averiguar com seu farmacêutico ou escrever diretamente ao fabricante do medicamento.

 

alguns dados: fonte



doencas Revelado: Como Prevenir e Curar Doenças


Enquanto muitas pessoas se entopem de remédios, multivitamínicos e realizam dietas mirabolantes, existem certos alimentos que podem evitar doenças ou até mesmo ajudar na cura de muitas delas. Descubra o Real PODER na Natureza neste Vídeo Exclusivo - Clique Aqui


Publicidade:

Mais Assuntos

Be the first to comment

Leave a Reply

Seu e-mail não será publicado.


*