Pericardite – Sintomas, Causas e Tratamento

Pericardite é o nome que recebe toda inflamação do pericárdio (invólucro fibroso que reveste o coração). Na maior parte das vezes, é resultado de outras doenças que vão atingir o pericárdio por contiguidade ou através dos vasos sanguíneos e linfáticos. De modo geral, a pericardite pode ser classificada em aguda e crônica.

Este último caso via de regra resultante de processo agudo mal curado caracteriza-se pela formação de placas fibrosas por todo o pericárdio. Em conseqüência, as membranas que o compõem podem perder a elasticidade natural. E a evolução desse estado acaba por transformar todo o pericárdio numa carapaça rígida que dificulta os movimentos cardíacos.

São muitos os agentes etiológicos da pericardite aguda. Dentre eles destacam-se inflamações de várias naturezas (reumática, tuberculosa, purulenta, micótica), certos distúrbios metabólicos, como a uremia grave, e Vários tipos de traumatismos torácicos. Facadas e tiros, por exemplo, mesmo sem atingir o coração, podem causar danos ao pericárdio. E também os processos cancerosos podem ser responsáveis pela lesão, se bem que mais raramente.

pericardite
pericardite (imagem: cfcp)

Qualquer que seja o tipo de agressão, o pericárdio tende a reagir aumentando a quantidade de líquido existente entre seus dois folhetos (derrame pericárdico). De acordo com o líquido acumulado, classificam-se as diversas,formas de pericardite. Desse modo, se o líquido é seroso, diagnostica-se o hidropericárdio; se é sanguinolento, o hemopericárdio, e assim por diante.

Sintomas da Pericardite

A pericardite provoca dor torácica, falta de ar (dispneia), palpitações e outras alterações menos comuns. A dor típica é aguda e localiza-se na parte anterior do peito, próxima ao coração. O exame do tórax com estetoscópio evidencia os ruídos do atrito entre os dois folhetos pericárdicas inflamados.

Às vezes, ocorre também abafamento dos ruídos cardíacos normais. Quando o líquido interoperiódico se acumula rapidamente, em grandes quantidades, o coração não pode se contrair normalmente.

Com isso, aumenta a pressão no interior das câmaras cardíacas e das veias que chegam ao coração, ao mesmo tempo em que o rendimento cardíaco cai. Assim, vários árgios ficam “embebidos ” de sangue, com prejuízo de suas funções; ocorrem também perturbações pulmonares e acúmulo de líquido seroso na cavidade abdominal (ascite).

Diagnóstico e Tratamento da Pericardite

A pericardite é diagnosticada pelo exame radiográfico e pelo eletrocardiograma. Além disso, a punção do pericárdio, realizada por meio de uma agulha especial que se introduz no tórax, permite a retirada de líquido da cavidade pericárdica, para posterior análise microscópica.

Com esse exame, identifica-se a causa da pericardite, o que possibilita a indicação do tratamento adequado. Este poderá ser frito pela administração de antibióticos, corticosteróídes, medicação antituberculosa e outras. Quando o derrame pericárdico é muito intenso, realiza-se a função esvaziadora ou a pericardiotomia abertura cirúrgica do pericárdio para drenagem direta do material contido em seu interior.

Leia também:

Cirurgia do Pericardio – para pericardite

 



doencas Revelado: Como Prevenir e Curar Doenças


Enquanto muitas pessoas se entopem de remédios, multivitamínicos e realizam dietas mirabolantes, existem certos alimentos que podem evitar doenças ou até mesmo ajudar na cura de muitas delas. Descubra o Real PODER na Natureza neste Vídeo Exclusivo - Clique Aqui


Publicidade:

Mais Assuntos