Tumor na Boca – Quais as Causas? – Câncer na Boca

Os tumores da boca enquadram-se em quatro tipos básicos, de acordo com sua localização: os ósseos, relacionados com maxilares e arcadas dentárias, os das glândulas salivares, os das gengivas e os da mucosa que reveste as bochechas, o céu da boca – palatos duro e mole -, os lábios, a língua e o assoalho da boca. Tanto os maxilares quanto os próprios dentes podem ser afetados por tumores benignos ou malignos.

Cavidades anormais no interior dos maxilares podem levar à formação de pequenos cistos – conhecidos como cistos dos maxilares – envolvidos por tecido epitelial. Apesar de suas características, os cistos não são verdadeiros tumores.

Os chamados cistos odontogênicos, uma das variedades, originam-se em tecido dentário primitivo, são benignos e crescem lentamente. Não determinam o aparecimento de sintomas, porém, ao ganharem volume, corroem o osso a tal ponto que chegam a alterar o contorno do maxilar.

Tumor-na-Boca

Os cistos dos maxilares, contudo, nem sempre apresentam uma origem estreitamente relacionada com os dentes. Existem também os que, embora originados de tecido epitelial anormalmente incluído no interior do osso, aparecem apenas por ocasião da fusão das duas metades que formam os maxilares.

publicidade

Os tumores odontogênicos, também conhecidos por odontomas, apresentam geralmente uma estrutura simples. Podem ser moles (não calcificados) ou duros (calcificados), conforme a fase do desenvolvimento dentário em que a formação do tumor se deu.

Nas Glândulas

Das três glândulas salivares maiores, a parótida é a mais comumente atacada por tumores semelhantes aos já relacionados, tanto no crescimento lento como na ausência de dor. Quando afetam o nervo facial – que passa por dentro da parótida -, determinam graus variáveis de paralisia facial Ao atingirem o nervo trigêmeo, originam dores ou tiques dolorosos (nevralgia do trigêmeo).

O tamanho dessas formações varia desde o de uma noz até o de uma ameixa grande, registrando a literatura médica casos excepcionais em que a massa apresentava peso superior a 10 quilos.

publicidade

A maioria dos tumores da parótida são benignos mas, ocasionalmente, ocorre a forma maligna. Por vezes, após a retirada cirúrgica, o tumor volta aformar-se no mesmo lugar.

 

glandulas salivares

Tumor na Boca e Gravidez

A gestação determina uma facilidade especial para determinadas alterações nas gengivas que, quando bem adiantadas, assumem o aspecto de massas tumorais, conhecidas como tumores da gravidez.

Ocorrem depois do terceiro mês de gestação e sua freqüência é muito variável (conforme as estatísticas, a incidência vai de 10% a 70%). Seu aspecto é semelhante ao de um pequeno cogumelo, com cor vermelha brilhante ou azulada.

Aparece saliente entre os dentes e, apesar do aspecto, não se trata de tumor verdadeiro. É apenas uma resposta inflamatória crônica às irritações locais. Exceto nos casos em que ocorre infecção local, as lesões são sempre indolores.

Esses tumores – relacionados com alterações hormonais da gravidez – podem excepcionalmente atingir volume suficiente para interferir com o fechamento da boca,ficando constantemente apostos a traumas. Em alguns casos exigem retirada cirúrgica e, após o parto, regridem espontaneamente.

Câncer e Fumo

Os fibromas, tumores benignos formados basicamente por tecido conjuntivo fibroso, apresentam-se como massas esféricas, pequenas, presas por um talo delgado à superfície interna das bochechas, lábios, gengivas ou língua. Já os papilomas, também benignos e de origem epitelial, são projeções duras e indolores da mucosa oral. Os hemangiomas, por seu turno,, são formados pela proliferação de pequenos vasos sanguíneos.

Localizam-se em qualquer parte da cavidade oral, particularmente na língua, nos lábios e na gengiva.
Já os tumores malignos da boca – que constituem 5% de todos os tipos de tumores malignos – são quase sempre carcinomas de origem epitelial. Dos vários tipos, os mais comuns (90%) são os baso celulares, cuias células têm forma parecida às da camada basal da mucosa bucal.

Para os tumores malignos já foram aventadas muitas causas, entre as quais destacam-se a irritação provocada pelas bordas irregulares dos dentes cariados, as próteses dentárias mal aplicadas e os estímulos químicos e térmicos do fumo.

Veja também:

11 Tipos de Câncer mais Comuns entre Homens e Mulheres

Sensibilidade nos Dentes – Causas e O que fazer para Aliviar

Tumor no Útero – Tipos e Formação de tumores no canal uterino

publicidade