Tumor no Cérebro – Sintomas de Tumores Cerebrais intracranianos – SNC

São chamadas tumores intracranianos quaisquer formações anormais desenvolvidas no interior da caixa craniana. Se aparecem entre o cérebro e os ossos que formam o crânio, chamam-se tumores extracerebrais; no interior da massa encefálica, recebem a denominação de intracerebrais. Ambos podem ocasionar os mesmos sintomas, tornando-se muito difícil determinar sua exata localização. Antes de analisamos os tumores no cérebro, precisamos entender a relação do cérebro com o sistema nervoso.

O Aparecimento do Tumor no Cérebro

sintomas-tumor-cerebral

 

O aparecimento dos tumores cerebrais é imprevisível. Tais formações apresentam crescimento, expansão e efeitos bastante variáveis. Qualquer tumor no cérebro pode se manifestar logo ou, ao contrário, permanecer “oculto “até muito tarde, quando sua extirpação já é bem mais problemática ou até impossível.

A terapêutica para combater essas formações malignas é, em geral, muito precária. Por essa razão, é sempre importante que o tumor cerebral seja diagnosticado precocemente.

Até que ponto o tratamento cirúrgico pode alcançar sucesso depende do crescimento do tumor, de sua infiltração e invasão dos tecidos cerebrais, da compressão que tenha exercido sobre o cérebro, destruindo estruturas vitais e do seu tipo histológico.

publicidade

De modo geral, cerca de um terço dos tumores intracranianos são metastáticos, de origem cancerosa. Seu crescimento extremamente rápido e sua natureza invasiva determinam, na maioria das vezes, a morte do paciente.

Os tumores cerebrais devem – sempre que possível – ser retirados cirurgicamente, assim que se estabeleça o diagnóstico. Enquanto o doente é preparado para a operação, o médico deve tentar aliviar a hipertensão intracraniana administrando diuréticos (que favorecem a eliminação de água do organismo e diminuem o edema cerebral) e mantendo o paciente em repouso absoluto.

Sintomas

Devido à grande variedade de estruturas anatômicas que formam o cérebro, nem sempre são fáceis o estudo e o entendimento das moléstias cerebrais. E, como uma lesão tanto pode provocar diversos sintomas e sinais da sua existência, como não dar sinal algum, os tumores podem não ser imediatamente reconhecidos como causa de alterações orgânicas.

publicidade

O suporte das células cerebrais é frito por um sistema intersticial que se coloca entre as células especializado, que recebe o nome de gila. Além de funcionar como sustentáculo, essa substância tem por função reparar e cicatrizar os tecidos cerebrais lesados. Acredita-se que a glia acumula ainda as funções relativas ao metabolismo nervoso, mas isso não está comprovado. E nela também que se localiza a maioria dos tumores cerebrais, que recebem o nome de gliomas.

Alguns Sintomas Gerais:

  • Dor de cabeça acompanhada de sonolência
  • Náuseas, Vômitos e Convulsões
  • Visão turva e falta de equilíbrio

Cérebro e Sistema Nervoso

cerebro

O sistema nervoso é o coordenador de todas as atividades orgânicas. Integra as sensações e as idéias, liga fenômenos de consciência e adapta o organismo às condições de momento. O cérebro constitui uma das partes mais importantes desse sistema; é chamado tecnicamente de telencéfalo e representa a porção mais desenvolvida do encéfalo.

Como todo o sistema nervoso central (SNC), é envolvido por três membranas ou meninges: a pia-máter, mais interna; a aracnoide, intermediária; e a dura-máter, mais externa. Ele ocupa a maior parte da cavidade craniana,
praticamente do nível dos olhos para cima. Abaixo e atrás, na nuca, está situado o cerebelo.

O cérebro é formado por dois hemisférios ligados entre si por feixes chamados comissuras (fibras) inter-hemisféricas. Cada hemisfério do cérebro apresenta uma cavidade chamada ventrículo, cheia de liquor, líquido especial que banha o sistema nervoso central.

Córtex Cerebral

A porção mais externa do cérebro é constituída por uma substância de coloração cinzenta, de espessura variável, formada por células nervosas (neurônios) e por um grupo de células cuja função é sustentar os neurônios. É o chamado córtex cerebral, que tem esse nome por ser periférico (córtex =casca).

A massa cinzenta apresenta, ainda, os terminais de fibras nervosas, provenientes de várias regiões do corpo. Abaixo da massa cinzenta, existe uma camada de substância branca. Esta não contém neurônios, mas somente células de sustentação, mielina (substância gordurosa especial que reveste as fibras nervosas) e as fibras nervosas.

Nesse local situam-se também os núcleos de base, que são formações de massa nervosa especializada, de coloração cinzenta e profundamente encravadas no interior de cada hemisfério cerebral.

Tumor intracraniano

Já a expressão tumor intracraniano designa aqueles que se formam nas meninges (meníngeos) ou nos vasos (vasculares), os de nascença (congênitos), os metastáticos e outros. Os metastáticos são os tumores de natureza maligna que se formaram em outro local do organismo e que, através do sangue ou da linfa, chegam até o cérebro e ali se desenvolvem. Os efeitos de um tumor intracraniano são locais e gerais.

Efeitos locais devem-se à irritação, compressão e destruição de importantes estruturas cerebrais situadas próximas ao local onde o tumor se instalou. Dessa forma, podem ocorrer alterações nos sentidos (visão, olfato, paladar) ou nos centros de comando dos movimentos.

Os efeitos gerais são quase sempre conseqüência do aumento da pressão intracraniana. A presença do tumor no cérebro determina, geralmente, uma reação biológica que consiste no aparecimento de edema (inchaço) cerebral difuso, que pode crescer a ponto de perturbar todo o funcionamento cerebral.

publicidade