Alterações do Corpo durante a Gravidez – Secreções e Seios Doloridos

gravidez

É durante a gravidez que se forma a maior glândula de secreção interna do corpo humano: a placenta. Mas antes mesmo que essa glândula se desenvolva, já ocorrem importantes alterações hormonais no organismo feminino. Neste artigo você irá conferir as principais Alterações do Corpo durante a Gravidez.

No início da gestação, uma forma rudimentar de placenta, o trofoblasto, produz um hormônio de transição, chamado gonadotrofina coriônica, que mantém em atividade o corpo lúteo do ovário, responsável por um nível mais alto de progesterona, que vai inibir na hipófise (glândula situada no cérebro) a liberação do hormônio folículo-estimulante (FSH).

Sem esse hormônio não se processa o amadurecimento de novo folículo nos ovários. Ou seja, interrompe-se o ciclo ovulatório e menstrual feminino.

É por causa desse complicado mecanismo que, durante a gravidez, deixa de ocorrer menstruação e principalmente uma nova ovulação, que traria o perigo de outra fecundação superposta com a primeira (o que jamais acontece na espécie humana).

 

Mamas e Progesterona

Nas mamas, a progesterona conduz alterações relacionadas com a futura lactação.Dois ou três dias antes do parto, o nível de progesterona cai quase a zero, para que o movimento uterino possa ocorrer no nascimento da criança.

A placenta produz também estrógeno, outro hormônio ovariano, que tem por funções principais desenvolver o tamanho do útero e os dispositivos de lactação das mamas. É por ação do estrógeno e da progesterona que as mamas se desenvolvem durante a gestação, embora a produção de leite obedeça às ordens da prolactina, outro hormônio da hipófise.

Todas as demais glândulas do organismo contribuem no processo da gravidez. Entre os muitos hormônios que agem no organismo da mulher no decorrer desse período, destaca-se a aldosterona.

alteracoes-corpo-durante-gravidez

Hormônio

Secretado pelas glândulas supra-renais, esse hormônio tem a função de reduzir a eliminação de sódio pela urina, que aumenta a retenção de água no organismo.

O resultado de maior concentração de sódio é a elevação do teor aquoso dos tecidos, a chamada embebiçüo gravídica, que confere à mulher grávida aquele aspecto edemaciado, notado sobretudo nas pernas. A conseqüência da elevação dos níveis de sódio é o brusco aumento de peso e da pressão sanguínea, que em casos extremos pode provocar a perda do feto. Para prevenir esses efeitos prejudiciais, o médico em geral recomenda dieta pobre em sal, durante o período de gravidez.

Aparelho Genital durante a Gravidez

A alteração local mais destacada e típica da gravidez é, naturalmente, o aumento de volume abdominal, causado pela expansão do útero.

Assim, já ao fim do segundo mês de gravidez, o volume do útero apresenta-se três vezes maior que o normal, embora isso seja difícil de perceber externamente. O ligeiro aumento do abdome e da cintura decorre da embebição gravídica e não do aumento do útero. Nesse período, o útero, em sua expansão, ainda não chegou ao abdome, mas continua localizado na pequena bacia.

Somente ao fim do quarto mês de gestação é que o abdome é invadido. No meio da gravidez, o processo de crescimento leva os limites do útero a alcançar a linha do umbigo.

Secreção Vaginal durante a Gravidez

Durante a gestação, aumenta o nível de secreções na vagina e ocorrem alterações vasculares que lhe dão cor avinhada. Ao mesmo tempo, sobe o nível de acidez e, com isso, há maior proteção natural contra bactérias invasoras. Aumenta também a descamação, com sensível crescimento de células triangulares ou naviculares. As paredes da vagina tornam-se mais frouxas, de modo a facilitar a futura passagem da criança, no parto.

Vulva e ânus

A vulva acompanha as modificações vaginais em irrigação, coloração e aumento de volume.
No períneo, região entre a vulva e o ânus, ocorre um relaxamento progressivo da musculatura, também claramente relacionado com a necessidade de facilitar o parto.

Os Seios durante a Gravidez

dor-nos-seios-na-gravidez

Nos seios se apresentam as mais conhecidas alterações do Corpo durante a Gravidez. No decorrer do período de gravidez, as glândulas sebáceas que aparecem como pequenos nódulos na aréola (zona pigmentada dos seios) tornam-se maiores. A aréola também aumenta de tamanho e se torna mais escura.

Dentro das mamas ocorrem outras alterações importantes. Os minúsculos duetos mamários que se entrecruzam no interior dos seios. Também se desenvolvem, no período de gravidez, em virtude da ação da progesterona, os ácinos mamários. Nesses microscópicos saquinhos glandulares localizados no fim dos duetos, será produzido e armazenado o leite materno.

Entretanto, a secreção de leite na gestante é determinada por um terceiro hormônio, a prolactina, produzida pela glândula hipófise. O estrógeno prepara as mamas durante a gravidez e impele a secreção de água e colostro, que é a composição do soro do leite materno. Mas, ao mesmo tempo, a ação do estrógeno inibe a liberação de prolactina na hipófise. E sem esse hormônio não há a produção mamária do caseinato, que completa a composição do leite humano.

Seios Doloridos: Alterações do Corpo durante a Gravidez

No início da gravidez, o desenvolvimento dos duetos e ácinos faz com que os seios fiquem túrgidos e tão consistentes que chegam a causar desconforto para a gestante. Contudo, à medida que a gravidez evolui, o aumento de volume das mamas se generaliza e permite a adequada acomodação dos duetos e ácinos aumentados, desfazendo-se a opressão inicial.



doencas Revelado: Como Prevenir e Curar Doenças


Enquanto muitas pessoas se entopem de remédios, multivitamínicos e realizam dietas mirabolantes, existem certos alimentos que podem evitar doenças ou até mesmo ajudar na cura de muitas delas. Descubra o Real PODER na Natureza neste Vídeo Exclusivo - Clique Aqui


Publicidade:

Mais Assuntos