Quais os Sintomas Durante a Gravidez?

Sintomas Durante a Gravidez

 

A gravidez é um momento mágico, porém pode ser acompanhado de diversos sintomas incômodos. Alguns podem ser mais corriqueiros como é o caso dos famoso enjôos. Já outros são um tanto mais curiosos como é o caso da salivação. Mas afinal, quais os sintomas durante a gravidez?

Sintomas Durante a Gravidez

Excesso de Salivação

É relativamente pou­co freqüente. Conquanto acompanhada geralmente de vômitos, pode aparecer só. Observou-se que não ocorre em todas as gestações da mulher que apresentou alguma vez este sintoma.

Se não cede ao trata­mento geral indicado para os vômitos da gravidez, o médico pode ter que receitar medicamentos. Amiúde cessa no quinto mês.

Cáries Dentárias

Sem dúvida a gravidez e a lactação, com as grandes retiradas de cálcio que fazem do organismo, predispõem para as cáries. No entanto, a alimentação correta, rica em cálcio e em vitaminas D e C para fixá-lo, e o exame freqüente da dentadura pelo dentista, contribuirão para manter em bom estado os dentes.

Às vezes a dor de algum dente molar se deve a uma nevralgia ou a uma sinusite. As extrações dentárias pelos hábeis dentistas modernos não causam ge­ralmente transtornos durante a gravidez, salvo em mulheres predispos­tas para o aborto.

Acidez de Estômago

É relativamente freqüente observar este sintoma na gravidez. Às vezes, para fazê-lo desaparecer, basta evitar os temperos, os alimentos fritos ou de digestão difícil.

Se a aci­dez não cede com isto, pode ser necessário tomar, no momento em que se sinta acidez, leite de magnésia, por exemplo: uma colherinha ou duas com um pouco d’água.

Vômitos

Sem dúvidas, esse é um sintoma durante a gravidez muito corriqueiro. Aproximadamente na metade das gestações podem aparecer em maior ou menor grau náuseas e vômitos durante os três primeiros meses. Rara vez são muito intensos e persistentes. O vômito observa-se mais amiúde de manhã em jejum, ao levantar. Pode apa­recer às vezes quando se sente o odor do alimento e por diversas outras causas.

Para ajudar a fazer desaparecer este sintoma, ponham-se em prática os seguintes conselhos:

  • Manter o funcionamento normal do intestino;
  • Evitar as relações sexuais, o que será mais fácil se os esposos estiverem cada qual em seu quarto ou, pelo menos, em camas separadas;
  • Tomar o dejejum na cama, ao despertar, e nela ficar aproximadamente uma hora depois de fazer essa refeição;
  • Comer pela manhã, e à tarde, além das três refeições habituais. A alimentação será simples, fácil de digerir, com cereais, frutas, hortaliças e sem substâncias gordurosas nem excesso de proteína;
  • Em muitos casos é conveniente que a gestante evite cozinhar e sentir o odor de alimento.

Se com este tratamento os vômitos não cedem, é imprescindível consultar quanto antes um médico, que dispõe de grande quantidade de recursos para tratá-los. As vezes nos casos obstinados pode ser necessário internar e isolar a paciente em algum sanatório.

Constipação e Prisão de Ventre

É muito freqüente a constipação na gestante. Deve combater-se essa tendência, pois po­de trazer à gestante diversas complicações, tais como, inflamações dos rins ou do fígado. Em geral pode evitar-se a constipação se forem se­guidos os seguintes conselhos:

  •  Tomar um copo d’água fresca ao despertar e outro ao deitar. Be­ber suficiente quantidade de líquidos durante o dia;
  • Alimentação rica em resíduos: pão preto, hortaliças cruas e co­zidas, frutas frescas e cozidas. Evitar o alimento que a pessoa desco­briu lhe ser constipante;
  • Ter hora fixa para evacuar o intestino, preferentemente depois de alguma refeição ou logo ao levantar.

Em caso de estas medidas simples não serem suficientes, é conve­niente consultar o médico.

Hemorroidas

Evitar a constipação ou fezes muito secas ou du­ras pode contribuir para que as hemorroidas não produzam incômodos. Se incomodam muito pode ser necessário que o médico prescreva um medicamento local.

Varizes

É muito freqüente que as varizes apareçam ou se agra­vem durante a gravidez. Devem evitar-se as ligas circulares, a consti­pação, o estar muito tempo em pé e os esforços. É útil que ao estar sentada a grávida coloque as pernas sobre uma almofada posta em ci­ma de uma cadeira.

Também ajuda a massagem dos membros inferio­res, por massagista experimentada. Quando as varizes são grandes e incomodam, é conveniente usar nas pernas meias elásticas.

Pés Inchados

Os pés inchados apesar de não ser tão comum, é outro sintoma durante a gravidez. Chama-se edema à inchação que se produz em qualquer parte do corpo por acumulação de água na pele e debaixo da mesma. É bastante freqüente observar edema nos pés, tornozelos e per­nas da gestante.

Pode dever-se a varizes e à deficiência circulatória nos membros inferiores, por sua vez causada pela gravidez, a uma retenção de sal e água no organismo, ou à chamada toxicose gravídica. Toda gestante que apresente edema deve consultar o médico para determinar a causa.

Às vezes o edema se apresenta no rosto, nas pálpebras, na vulva e no baixo ventre, etc. Quando se tenha demonstrado que o ede­ma não é por toxicose, pode aliviar-se mantendo as pernas elevadas, quer estando de cama, quer permanecendo a gestante sentada, com as pernas apoiadas horizontalmente sobre uma cadeira ou uma banqueta com uma almofada.

Fonte em inglês: 1

 



doencas Revelado: Como Prevenir e Curar Doenças


Enquanto muitas pessoas se entopem de remédios, multivitamínicos e realizam dietas mirabolantes, existem certos alimentos que podem evitar doenças ou até mesmo ajudar na cura de muitas delas. Descubra o Real PODER na Natureza neste Vídeo Exclusivo - Clique Aqui


Publicidade:

Mais Assuntos