Cetoconazol – Para que Serve, Como Usar, Colaterais, Preço e Bula

O Cetoconazol é um medicamento genérico bastante conhecido no Brasil, comercializado por vários laboratórios no formato de comprimido e creme. Para saber para que ele serve, como usá-lo, os efeitos colaterais e demais informações indispensáveis para o tratamento, confira nosso post.

Cetoconazol

Para que serve o Cetoconazol?

Esse medicamento é indicado para tratar infecções consideradas graves, geralmente provocadas por fungos (paracoccidioidomicose, blastomicose, cromomicose, coccidioidomicose e histoplasmore). Entre as doenças tratadas por esse comprimido, estão: candidíase mucocutânea crônica, micose do couro cabeludo, foliculite por Malassezia, entre outras.

É importante frisar que geralmente esse medicamento é recomendado quando os demais antifúngicos utilizados não apresentaram o efeito desejado.

Como usar o Cetoconazol?

O tratamento com esse medicamento varia entre 2 e 4 semanas, sendo que a duração dele e dosagem utilizada é prescrita pelo médico de acordo com o tipo, local e intensidade da infecção fúngica. De forma geral, a dosagem recomendada:

publicidade

Adultos

1 comprimido (200mg) 1 vez ao dia (junto com uma das principais refeições). Em caso de demora quanto aos resultados, é possível que o médico altere essa dosagem para 2 comprimidos 1 vez ao dia.

Crianças

  • Para crianças que apresentam peso entre 15 e 30kg é indicado ingerir metade de 1 comprimido (100mg) desse medicamento 1 vez ao dia (ingerindo-o durante uma das principais refeições);
  • No caso de crianças que pesam acima de 30kg, de forma geral é recomendado 1 comprimido 1 vez ao dia, sendo também possível haver um aumento da dosagem para 2 comprimidos 1 vez ao dia.

Obs.: esse medicamento não é indicado para crianças que apresentam peso abaixo de 15kg.

Recomendações quanto ao uso desse medicamento

  • O cetoconazol deve ser obrigatoriamente ingerido durante uma das principais refeições, sendo acompanhado com um pouco de líquido;
  • Para favorecer o efeito do medicamento, é indicado estabelecer horários fixos para ingeri-lo;
  • Caso sejam observados sintomas referentes à inflamação no fígado, o tratamento com esse remédio deverá ser imediatamente suspenso. Entre esses sintomas, estão: falta de apetite, náuseas, vômito, cansaço excessivo sem causa aparente, branco dos olhos e pele amarelada, urina escura e dores no abdômen.

Quais são os efeitos colaterais do Cetoconazol?

Assim como a maioria dos medicamentos antifúngicos, o uso do Cetoconazol pode apresentar os seguintes efeitos colaterais:

publicidade

Reações que ocorrem entre 1% e 10% dos pacientes que fazem uso desse medicamento:

  • Dores no abdômen;
  • Náuseas;
  • Dores de cabeça;
  • Diarreia;
  • Alterações nas funções hepáticas.

Reações apresentadas por 1% dos pacientes que fazem uso desse medicamento:

  • Vômito;
  • Fraqueza nos músculos;
  • Sensibilidade à luz;
  • Crescimento das mamas nos homens;
  • Dor no abdômen superior;
  • Prisão de ventre;
  • Sensação de boca seca;
  • Diminuição do paladar;
  • Desconfortos digestivos;
  • Fadiga;
  • Calafrios;
  • Ondas de calor;
  • Sensação de mal-estar;
  • Inchaço nos pés e nos tornozelos;
  • Hepatite;
  • Febre;
  • Redução da contagem de plaquetas;
  • Aumento da gordura no sangue;
  • Tontura;
  • Sensação de formigamento;
  • Sonolência;
  • Alterações no ciclo menstrual;
  • Sangramento nasal;
  • Queda capilar;
  • Dermatite;
  • Pressão baixa.

Reações que ocorrem em menos de 0,01% dos pacientes que fazem uso desse medicamento:

  • Reações alérgicas (incluindo choque anafilático);
  • Trombocitopenia;
  • Aumento reversível da pressão intracraniana;
  • Disfunção erétil;
  • Insuficiência adrenocortical;
  • Cirrose;
  • Falência hepática (ocasionando transplante ou morte);
  • Hepatite colestática;
  • Necrose hepática;
  • Dor nas articulações.

Qual o preço do Cetoconazol?

Uma cartela com 30 comprimidos de Cetoconazol custa de R$78,00 a R$85,00. Esse preço pode variar conforme ofertas especiais e descontos oferecidos para clientes cadastrados em determinadas redes de farmácias.

Informações contidas na bula desse medicamento

Composição

  • Cetoconazol;
  • Estearato de magnésio;
  • Lactose monoidratada;
  • Álcool etílico;
  • Amido;
  • Povidona;
  • Amido;
  • Dióxido de silício.

Contraindicações apresentadas

  • Pessoas hipersensíveis a esse medicamento ou a qualquer um dos componentes de sua fórmula;
  • Pacientes com histórico atual ou anterior de doenças no fígado;
  • Crianças pequenas ou que apresentam peso abaixo de 15kg;
  • Gestantes, mulheres que estão amamentando e pessoas com diagnóstico de outros tipos de doenças ou que façam uso contínuo de medicamentos devem obrigatoriamente informar tal condição ao médico, já que o Cetoconazol pode acarretar reações indesejáveis ao interagir com outros medicamentos.

Precauções e advertências

  • Devido às possíveis alterações provocadas no fígado, antes de começar o tratamento com esse medicamento, o médico deverá solicitar exames laboratoriais para acompanhar a resposta do organismo do paciente;
  • Assim que o tratamento terminar, os exames laboratoriais também devem ser realizados, buscando avaliar (e corrigir) possíveis alterações no fígado;
  • Durante o tratamento, o paciente não pode ingerir bebidas alcoólicas, já que essa interação poderia gerar reações inconvenientes ou perda da eficácia do tratamento;
  • Os pacientes que estão ingerindo esse medicamento podem dirigir e operar máquinas normalmente, já que ele não oferece restrições a essas atividades;
  • Caso o paciente ingira esse medicamento em doses além do recomendado, é necessário procurar socorro médico imediato para realização dos procedimentos cabíveis.

Como evitar infecções fúngicas?

A melhor maneira de evitar as perigosas infecções causadas por fungos consiste em fortalecer as defesas imunológicas do organismo, tornando-o mais resistentes não somente aos fungos, mas também às bactérias, vírus, parasitas e demais agentes nocivos para a saúde. Para fortalecer a imunidade, algumas estratégias no cuidado com a saúde são cruciais, que são:

Evitar carências nutricionais

Um dos fatores responsáveis pela fragilidade do sistema imunológico consiste na carência nutricional referente às vitaminas e minerais, que nem sempre é possível suprir por meio da alimentação.

Para evitar essas carências, uma das maneiras mais eficazes é fazer uso de suplementos que equilibram o organismo. Esses suplementos devem ser prescritos por um médico após uma detalhada avaliação do paciente, contribuindo para a saúde do sistema imunológico.

Alimentação balanceada

Não é segredo que uma alimentação balanceada é a chave para ter muito mais saúde e, é claro, fortalecer o sistema imunológico. Essa alimentação envolve aumentar o consumo de frutas, legumes, verduras, cereais integrais, água (filtrada ou mineral) e demais alimentos que favorecem o sistema imunológico.

Além disso, reduzir o consumo de bebidas alcoólicas, abandonar o vício do cigarro e diminuir o consumo de gordura e açúcar são medidas essenciais para quem busca um corpo mais saudável.

Portanto, além do uso de medicamentos como Cetoconazol, é indispensável adotar hábitos mais saudáveis e obviamente ter constante acompanhamento médico.

Imagem: tuasaude.com

publicidade