Clonazepam – O que é, para que serve, contraindicações e efeitos colaterais

O Clonazepam consiste em um medicamento de efeito ansiolítico pertencente ao grupo do tarja preta, sendo disponibilizado em formato de comprimidos com 0,5 e 2mg e comercializado pelo Laboratório Medley.

Para que serve o Clonazepam?

clonazepam

Em virtude de suas propriedades ansiolíticas, anticonvulsivantes, sedativas, tranquilizantes e pelo fato de esse medicamento atuar em determinadas funções do sistema nervoso central, ele é recomendado para o tratamento de:

  • Síndrome do Pânico;
  • Transtorno de ansiedade;
  • Fobias sociais (medo excessivo quanto a determinadas situações, como falar em público, por exemplo);
  • Transtorno afetivo bipolar;
  • Depressão;
  • Inquietação provocada pelo uso de determinados medicamentos psiquiátricos;
  • Vertigens e distúrbios relacionados ao equilíbrio do corpo (quedas, desmaios, distúrbios da audição etc.);
  • Síndrome das pernas inquietas.

Quais as contraindicações do Clonazepam?

O uso desse medicamento, embora apresente excelentes resultados, não é indicado nas seguintes situações:

  • Pessoas que apresentam insuficiência respiratória ou grave doença nos pulmões;
  • Indivíduos que sofrem de insuficiência hepática ou doenças associadas ao fígado;
  • Pacientes que apresentam glaucoma agudo de ângulo fechado;
  • Pessoas alérgicas a benzodiazepínicos ou qualquer um dos componentes da fórmula desse medicamento.

Obs.: Gestantes, mulheres que estão amamentando, pessoas que sofrem de outros tipos de doença ou que ingerem outros tipos de medicamento deverão obrigatoriamente informar essas condições ao médico.

publicidade

Qual a composição da fórmula?

Comprimidos………0,5mg

  • Clonazepam;
  • Estearato de magnésio;
  • Lactose;
  • Óxido de ferro vermelho;
  • Celulose microcristalina;
  • Óxido de ferro amarelo;
  • Amido;
  • Croscarmelose sódica.

Comprimidos………..2mg

  • Clonazepam;
  • Estearato de magnésio;
  • Lactose;
  • Croscarmelose sódica;
  • Celulose microcristalina;

Quais os possíveis efeitos colaterais do Clonazepam?

A ocorrência e intensidade quanto aos efeitos colaterais variam conforme reações de cada organismo. Os possíveis efeitos colaterais desse medicamento são:

publicidade
  • Cefaleia (dor de cabeça);
  • Cansaço e sonolência;
  • Maior ocorrência de resfriados e gripes;
  • Tontura;
  • Presença de infecção nas vias aéreas superiores;
  • Insônia;
  • Irritação;
  • Problemas relacionados ao equilíbrio e coordenação motora;
  • Náuseas e/ou vômitos;
  • Sensação de vazio na cabeça;
  • Dificuldade de concentração.

Recomendações especiais ao utilizar esse medicamento

Pacientes que fazem uso de Clonazepam são terminantemente proibidos de ingerir álcool, operar máquinas e dirigir.

É necessário consultar um médico para tomar esse medicamento?

Sim. Somente um médico, sobretudo neurologista ou psiquiatra poderá prescrever esse medicamento. Inclusive, ele é vendido apenas com receita azul (procedimento padrão para comercialização dos medicamentos com tarja preta).

Além de prescrever a dosagem ideal e tempo adequado de tratamento, o médico deverá acompanhar os progressos e reações de cada paciente.

Estratégias para ajudar no tratamento da depressão e ansiedade

Embora o uso de medicamentos na maioria das vezes seja indispensável para o tratamento da depressão, ansiedade e demais problemas associados às emoções, é recomendável adotar algumas estratégias para ajudar na ação do medicamento e evitar dependência a longo prazo, buscando sanar as causas do problema. Essas estratégias são:

Fazer terapia

O apoio psicológico é essencial para superar a depressão, ansiedade, síndrome do pânico etc., já que durante as sessões, o profissional fará com que o paciente identifique as causas do problema.

Fazer yoga e meditação

As técnicas de yoga são de imensa ajuda para o tratamento de problemas físicos e emocionais. Elas favorecem a respiração, a postura corporal e principalmente o bem-estar mental, ajudando as pessoas a lidarem com os desafios próprios da vida.

Aromaterapia

Por meio do uso de óleos essenciais que proporcionam a sensação de relaxamento físico e mental, as sessões de aromaterapia contribuem para o tratamento da depressão, ansiedade, síndrome do pânico e demais problemas de fundo emocional.

Essa terapia complementar tem sido cada vez mais procurada, oferecendo resultados eficazes.

Ter um hobby

Para tratar a depressão, ansiedade e até mesmo aprender a lidar com o estresse próprio do dia a dia, é fundamental ter uma atividade que proporciona a sensação de bem-estar, fazendo com que a mente relaxe e se distraia. Entre algumas dicas dessas atividades, estão:

  • Pescar;
  • Cuidar de uma horta ou jardim;
  • Fotografar;
  • Fazer trabalhos manuais (costura, bordado, artesanato etc.);
  • Pintar;
  • Desenhar;
  • Escrever;
  • Passear com o animal de estimação;
  • Dançar;
  • Praticar um esporte.

Cuidar da alimentação

Uma alimentação equilibrada é uma das grandes aliadas no combate à depressão, fazendo com que o sistema imunológico se fortaleça e o organismo fique mais resistente.

comprimido

Entre os alimentos mais recomendados para pessoas que sofrem de depressão, estão:

  • Tomate;
  • Melancia;
  • Cúrcuma (açafrão-da-terra) em pó;
  • Manjericão;
  • Pimentas de sabor suave;
  • Salsinha;
  • Alho poró;
  • Gengibre;
  • Abacaxi;
  • Limão;
  • Salmão;
  • Sardinha;
  • Atum;
  • Óleo de coco;
  • Azeite de oliva extravirgem;
  • Banana;
  • Morango;
  • Mirtilo;
  • Agrião;
  • Espinafre;
  • Ovos (de galinha e de codorna);
  • Leite;
  • Orégano;
  • Alho;
  • Cebola;
  • Queijos magros;
  • Iogurte natural;
  • Laranja;
  • Aveia;
  • Amêndoas;
  • Castanhas;
  • Tapioca;
  • Arroz integral;
  • Macarrão integral;
  • Amendoim;
  • Alecrim;
  • Hortelã;
  • Granola;
  • Azeite de oliva extravirgem;
  • Mel;

Geleia real

Este alimento em específico pode ser não só ótimo para pessoas com depressão, como também para aqueles que se preocupam com a própria saúde, além de ser um delicioso e natural, também traz uma série de vantagens quando o assunto é o bem estar. Caso queira saber mais clique no link: benefícios da geleia real.

 Quais alimentos e bebidas evitar?

  • Alimentos industrializados 0% de gordura (pois geralmente eles contêm grande quantidade de sódio). O mesmo vale para os refrigerantes zero;
  • Alimentos fast food (lanches, batata frita, pizza etc.);
  • Café;
  • Alimentos feitos com açúcar refinado;
  • Bebidas alcoólicas;
  • Óleos hidrogenados;
  • Molho ou extrato de tomate industrializado;
  • Mostarda;
  • Ketchup;
  • Maionese;
  • Patês industrializados;
  • Macarrão instantâneo;
  • Salgadinhos;
  • Frituras em geral;
  • Sucos de caixinha e em pó;
  • Macarrão instantâneo;
  • Massas feitas com farinha branca;
  • Temperos industrializados, tais como caldo de carnes, sachês etc.

Cuidar da saúde hormonal

Muitas vezes, episódios de depressão podem estar associados a desequilíbrios hormonais, sobretudo no caso das mulheres.

Por isso, é essencial fazer exames médicos regularmente, buscando mensurar os índices de hormônios no organismo. Se for o caso, o médico poderá recomendar tratamentos de reposição.

Atenção com a tireoide

O hipotireoidismo, uma das doenças que afeta a glândula tireoide, apresenta sintomas muito semelhantes à depressão, já que essa glândula afeta a produção de hormônios no organismo todo, fazendo com que as pessoas se sintam sem disposição.

Por isso, também é necessário fazer exames anualmente para verificar como está a saúde de tireoide.

A combinação de todos esses fatores é essencial para favorecer os efeitos do medicamento e sobretudo fazer com que as pessoas tenham mais qualidade de vida.

Desse modo, o uso do Clonazepam trará resultados satisfatórios a curto e longo prazo, sendo possível, com o passar do tempo, reduzir a dosagem.

Bula do Clonazepam

Para fazer download da bula  clique aqui.

Preço Médio – Valor

O preço médio do Clonazepam 2 mg com 60 Comprimidos (B1) ,Genérico na ultrafarma varia entre 8 à 27 reais.

publicidade
Imagens-     jornalmomento.com.br                        jornalmomento.com.br