Furosemida – Para que serve o Remédio? Efeitos, Contra-indicações – Bula

Assim como outros elementos, a Furosemida consiste em um dos mais utilizados pela indústria farmacêutica, sendo empregada para tratamento de diversas doenças. Para saber todos os detalhes quanto ao consumo dela, confira nosso post.

Furosemida – O que é?

furosemida-efeitos-colaterais-bula

Trata-se de um medicamento pertencente ao grupo dos diuréticos, responsável por atuar no rim, potencializando a eliminação da urina e do sódio presente no organismo.

Esse medicamento se apresenta principalmente com os seguintes nomes comerciais: Diurax ,Furesin, Furosemida, Furosemide, Lasix, Rovelan, Uripax; associações: Diurana (triantereno), Diurisa (amilorida), Furosemide composto (cloreto de potássio), Hidrion (cloreto de potássio), Lasilactona (espironolactona), Uripax composto (cloreto de potássio) e outros. 

 

Para que serve a Furosemida?

De maneira geral, esse medicamento é indicado para o tratamento de:

  • Edema pulmonar agudo com risco de infarto;
  • Insuficiência cardíaca (quando o coração tem dificuldade de bombear sangue);
  • Hipertensão arterial (de leve a moderada);
  • Edemas oriundos de problemas cardíacos, hepáticos, renais ou de queimaduras;
  • Doenças no fígado e nos rins;
  • Problemas relacionados à diminuição ou ausência quanto à produção de urina;
  • Correção dos níveis de potássio no sangue, evitando problemas relacionados à disfunção renal.

Portanto, os efeitos esperados quanto ao uso desse medicamento são basicamente a ação diurética e a diminuição da pressão arterial.

Contra-indicação do remédio

Sim. Embora a Furosemida seja eficaz para o tratamento de várias doenças, ela não é recomenda nos seguintes casos:

  • Gravidez suspeita ou confirmada;
  • Lactantes;
  • Pessoas portadoras de insuficiência renal ou problemas relacionados à eliminação da urina;
  • Indivíduos que apresentam deficiência de potássio na corrente sanguínea;
  • Pessoas que sofrem de pré-coma ou coma hepático associado a doenças no fígado;
  • Pessoas que sofrem de carência de sódio;
  • Indivíduos que sofrem de hipotensão (pressão baixa);
  • Pessoas que estão passando por episódios de desidratação;
  • Pessoas alérgicas a qualquer um dos componentes da fórmula desse medicamento.

Vale ressaltar que, no caso de pessoas que estejam fazendo uso de algum tipo de medicamento (seja ele contínuo ou não), é preciso informar isso ao médico antes de iniciar o tratamento com Furosemida.

Quais são os possíveis efeitos colaterais?

  • Desidratação;
  • Sede intensa;
  • Boca seca;
  • Dor de cabeça;
  • Dores, espasmos e fraqueza nos músculos;
  • Carência de potássio, cálcio e magnésio;
  • Náuseas;
  • Distúrbios no ritmo cardíaco;
  • Desconfortos gastrointestinais;
  • Sono excessivo;
  • Pressão baixa;
  • Dificuldade de concentração;
  • Aumento dos níveis de colesterol ruim (LDL) e triglicerídeos;
  • Maior risco quanto ao desenvolvimento de tromboses;
  • Aumento dos níveis de ácido úrico;
  • Intolerância à glicose.

Ao notar um ou mais efeitos colaterais, é necessário que o paciente informe imediatamente o médico, já que em alguns casos pode ser necessário readequar a dosagem ou suspender o tratamento.

É preciso consultar um médico antes de tomar?

Com toda certeza. Em hipótese alguma o paciente poderá se automedicar, seja consumindo a Furosemida ou qualquer outro remédio, já que isso acarretaria sérias complicações no organismo.

Caberá ao médico fazer uma avaliação clínica detalhada, pedindo também exames laboratoriais e de imagem para identificar o quadro geral do paciente.

Independente de você consumir a ou qualquer outro remédio indicado por seu médico, é importante seguir ações diárias para ter uma maior qualidade de vida. Confira algumas dicas.

dicas-saude-Furosemida

Recomendações especiais para a saúde

Além do acompanhamento médico e de seguir à risca o tratamento prescrito, é indispensável que as pessoas estejam dispostas a reverem hábitos relacionados principalmente à alimentação, atividade física e vícios (álcool e cigarro).

 

Alimentação

Para ter coração, fígado e rins saudáveis (assim como todo organismo), o primeiro passo é sem dúvida cuidar da alimentação. Isso envolve:

  • Diminuir o consumo de sal, açúcar e gordura;
  • Adotar um cardápio rico em frutas, verduras, legumes, fibras e cereais integrais;
  • Beber 2 litros de água todos os dias;
  • Adquirir o hábito de utilizar especiarias e plantas/ervas que fazem bem à saúde, tais como açafrão-da-terra, salsinha, manjericão, orégano etc., abandonando de vez os temperos industrializados (que fazem muito mal à saúde);
  • Ao invés de refrigerantes e sucos de caixinha, priorizar o consumo de sucos naturais, água de coco, chás naturais etc.;
  • Diminuir um pouco o consumo de carne vermelha, inserindo no cardápio peixes e frango.

Ter uma atividade física

A prática regular de atividade física (desde que autorizada pelo médico) é primordial para a saúde. Além de evitar a obesidade e uma série de outros problemas, os exercícios contribuem para o fortalecimento das defesas imunológicas, tornando o organismo mais resistente a infecções, gripes, resfriados etc.

Abandonar o cigarro

Não é novidade que o cigarro é o inimigo número um da saúde. Por isso, para quem deseja prevenir e tratar doenças, é imprescindível abandonar de vez esse vício.

Diminuir drasticamente o consumo de álcool

O excesso de álcool é responsável por inúmeras doenças, principalmente aquelas relacionadas ao fígado e rins (órgãos que mais sofrem com o abuso de bebidas alcoólicas).

Por isso, para ter mais saúde é preciso eliminar ou reduzir drasticamente o consumo de bebidas alcoólicas, substituindo-as por sucos naturais saborosos, chás gelados, água de coco, vitaminas etc.

Ingerir sucos detox

Há uma infinidade de receitas disponíveis na internet quanto aos sucos detox. Pelo menos uma vez por semana é interessante ingerir esses sucos para estimular a limpeza dos rins e do fígado.

Além de promoverem uma verdadeira faxina no organismo, eles ajudam a emagrecer e são altamente nutritivos, oferecendo vitaminas e minerais essenciais ao bom funcionamento do corpo.

Adotar terapias complementares

Cada vez mais pessoas buscam pelas chamadas terapias complementares com o objetivo de melhorar a saúde física e mental.

Entre essas terapias estão: yoga, acupuntura, meditação, massagens terapêuticas, reiki, aromoterapia etc. Além de contribuir para promover a sensação de bem-estar, por meio de técnicas de relaxamento, respiração, melhora da postura etc., todo organismo é beneficiado.

Todas essas informações demonstram que a saúde integral depende de vários fatores. Por isso, seja para prevenir ou tratar doenças relacionadas ao coração, aos rins, ao fígado ou a qualquer região do corpo, é preciso estabelecer o compromisso diário com a alimentação, atividade física e demais cuidados com a saúde, contribuindo para que o medicamento apresente os melhores resultados ou simplesmente evitando o surgimento de várias doenças.

Por mais que a Furosemida e demais medicamentos oferecidos pela indústria farmacêutica apresentem bons resultados, a saúde é um compromisso individual, devendo ser cuidada em todos os aspectos.

Bula da Furosemida

Para fazer download da bula da Furosemida clique aqui.

Preço Médio – Valor

O preço médio da FUROSEMIDA 40MG biosintetica varia entre 8 à 15 reais.

Leia Também: