Minoxidil (Aloxidil) – Funciona? contraindicações e efeitos colaterais

O Minoxidil (Aloxidil) consiste em um fármaco reconhecido por seu efeito vasodilatador. Essa substância é utilizada em medicamentos para diminuição arterial, mas principalmente tem sido muito procurado por suas propriedades ao tratar questões estéticas.

Para uso tópico (externo), esse fármaco é disponibilizado em formato de gel e líquido, sendo vendido pela maioria dos grandes laboratórios e também é elaborado em farmácias de manipulação.

Minoxidil (Aloxidil) – Para que serve?

minoxidil

No caso específico de uso externo, o Minoxidil é recomendado para:

  • Aumentar ou engrossar a barba, preenchendo locais onde os pelos aparecem em pouca quantidade ou são ralos;
  • Prevenir ou tratar problemas relacionados à queda capilar;
  • Estimula o crescimento dos pelos da sobrancelha, corrigindo falhas e engrossando os fios;
  • Ajuda a prevenir a calvície, estimulando o crescimento e volume dos fios capilares.

 

 

 

 

 

Quais as contraindicações do Minoxidil?

Embora esse vasodilatador ofereça uma série de benefícios estéticos, ele não é recomendado nos seguintes casos:

  • Gestantes (ou mulheres com suspeita de gravidez);
  • Mulheres que estão amamentando;
  • Crianças;
  • Pessoas que apresentam hipotensão (pressão baixa);
  • Pessoas alérgicas a esse fármaco ou a qualquer componente de sua fórmula.

Indivíduos que possuem problemas de saúde ou que fazem uso de medicamentos deverão informar isso ao médico antes de iniciar o uso desse fármaco.

Quais os componentes da fórmula?

De maneira geral, a fórmula desse fármaco leva os seguintes ingredientes, variando conforme destinação do uso (barba, cabelos ou sobrancelhas):

publicidade
  • Minoxidil (5%);
  • Solução hidroalcoólica;
  • Propilenoglicol;
  • Cistina;
  • Queratina;
  • Vitamina B6;
  • Pantotenato de cálcio;
  • Ácido aminobenzóico.

Quais os efeitos colaterais do Aloxidil?

Os efeitos do Minoxidil (Aloxidil) colaterais desse vasodilatador variam de acordo com cada organismo, podendo ocorrer:

Quanto ao uso externo

  • Coceira;
  • Crescimento indesejado de pelos em outras áreas do corpo;
  • Ocorrência de caspa ou escamação no couro cabeludo;
  • Ressecamento dos cabelos;
  • Dor de cabeça;
  • Aumento da oleosidade do cabelo devido ao aumento das secreções produzidas pelas glândulas sebáceas;
  • Queda capilar nas primeiras duas semanas de uso desse vasodilatador. Essa reação ocorre porque é feita uma espécie de limpeza da região dos fios para em seguida ocorrer o estímulo do crescimento.

Quanto ao uso interno

  • Aumento da frequência cardíaca;
  • Dor no peito;
  • Fraqueza e cansaço;
  • Tontura;
  • Náuseas e/ou vômitos;
  • Aumento da transpiração nas mãos e nos pés;
  • Impotência sexual (no caso de homens que sofrem de disfunção erétil).

Ao notar um ou mais efeitos colaterais, o paciente deverá informar o médico imediatamente para readequação do tratamento.

É necessário consultar um médico para usar o Minoxidil?

Sim. É necessário consultar um dermatologista para que ele prescreva esse vasodilatador de acordo com as condições específicas de cada paciente.

Essas medidas são importantes para evitar reações alérgicas e fazer o uso adequado do medicamento, sendo que o dermatologista poderá recomendar outros tratamentos complementares.

publicidade

No caso de utilizar esse fármaco para tratamento da hipertensão, é indispensável que ele seja prescrito por um cardiologista.

calvo

Cuidados especiais para prevenir e tratar problemas capilares

Além de fazer uso de fármacos que favoreçam o crescimento e volume dos cabelos, barba e sobrancelha, para estimular a saúde deles é necessário:

Cuidar da alimentação

Uma alimentação rica em nutrientes é a aliada número um para promover a saúde do corpo como um todo, impactando obviamente nos cabelos.

Entre os alimentos que melhoram a saúde dos fios, evitam a queda e os deixam com um aspecto rejuvenescido, estão:

  • Fígado bovino;
  • Gelatina;
  • Abacate;
  • Salmão;
  • Sardinha;
  • Atum;
  • Nozes;
  • Amêndoas;
  • Castanhas;
  • Amendoim;
  • Sementes de abóbora;
  • Beterraba;
  • Morango;
  • Cenoura;
  • Feijão;
  • Lentilha;
  • Mamão;
  • Manga;
  • Ovos;
  • Mel;
  • Óleo de coco;
  • Geleia real;
  • Tomate;
  • Sementes de chia;
  • Iogurte natural.

Utilizar suplementos

O uso de suplementos (desde que autorizado por um médico) é excelente para repor os nutrientes no organismo que muitas vezes não são absorvidos totalmente por meio da alimentação.

Entre as formas de suplementação mais indicadas para a saúde dos cabelos estão o uso de Vitamina D e colágeno hidrolisado, duas substâncias essenciais para o organismo e, obviamente, para a beleza.

publicidade

Fazer hidratação capilar

Para ter cabelos fortes e com vida, outra das recomendações básicas é realizar hidratações caseiras toda semana ou a cada 15 dias.

Utilizando cremes e ampolas vitamínicas (encontradas em lojas de cosméticos), é possível obter excelentes resultados tanto para homens quanto para mulheres.

Dar preferência aos produtos naturais

Seja para cuidar da barba ou dos cabelos, o ideal é priorizar o uso de produtos mais naturais (sem tanta adição de componentes químicos).

Além de melhorar a saúde dos cabelos e pelos, esses produtos oferecem menos riscos à pele, evitando alergias e demais problemas.

Beber bastante água

A água é essencial para a saúde e a beleza, favorecendo também o fortalecimento, crescimento e brilho dos fios capilares.

Por essa razão, é necessário beber dois litros de água pura todos os dias, preferencialmente fresca ou gelada (a água gelada acelera o metabolismo).

publicidade

Outra dica importante é substituir o consumo de refrigerantes, sucos industrializados e bebidas alcoólicas por sucos naturais de frutas frescas, chás, água de coco e águas saborizadas.

Aprender a lidar com o estresse

Essa é outra medida bastante importante para a saúde e estética. Os hormônios liberados durante períodos prolongados de estresse provocam o enfraquecimento e queda dos fios capilares, aumentando o risco de calvície.

Por isso, é fundamental adotar estratégias para eliminar ou amenizar as causas do estresse. Entre essas estratégias, estão:

  • Ter uma atividade física (ou praticar um esporte);
  • Fazer aulas de yoga e meditação;
  • Participar de sessões de aromaterapia;
  • Fazer tratamento de Reiki;
  • Pescar;
  • Fotografar;
  • Desenhar;
  • Costurar;
  • Pintar;
  • Ler;
  • Passear em um parque ou locais que favoreçam contato com a natureza;
  • Passear com o animal de estimação;
  • Cozinhar;
  • Dançar;
  • Cuidar de um jardim ou horta (o contato com a terra é revigorante);
  • Tocar um instrumento musical;
  • Viajar (ainda que sejam viagens curtas).

A estética do corpo está associada à saúde física e às emoções. Portanto, é necessário cuidar do corpo e da mente, buscando uma harmonia integral.

Somente com os cuidados mencionados acima e adoção de uma ou mais atividades que favoreçam o bem-estar mental será possível potencializar os efeitos do Minoxidil ou demais itens utilizados para tratamentos estéticos.

Bula do Minoxidil (Aloxidil)

Para fazer download da bula  clique aqui.

Preço Médio – Valor

O preço médio do Minoxidil (Aloxidil) com 50 ml na ultrafarma varia entre 134 à 168 reais.

Imagens-   amazon.com                       issuespost.com

Leia Também: